ESTAMOS PRÓXIMOS DE TER A SEGUNDA TEMPORADA DE THE OA

Estamos todos infartando aos pouquinhos com a primeira temporada da série The OA – produção original Netflix que estreou em dezembro de 2016. Depois de dois vídeos sobre a série, muitas teorias e histórias de EQM na vida real, claro que precisamos começar a pensar na segunda temporada – que eu nem conheço e já considero pacas!

Os criadores da série, Brit MarlingZal Batmanglij, contaram à Entertainment Weekly que já pensaram na segunda temporada da série antes mesmo da primeira terminar.

“Sempre soubemos onde a segunda temporada começaria e terminaria. Era importante conhecer todas essas coisas antecipadamente. Então eu acho que nós vamos ter que ver conseguimos passar isso”

Brit, que além de criadora da série, é intérprete de Prairie, a The OA, disse que demorou muito para que o roteiro do primeiro episódio ficasse pronto. Eles queriam ter certeza que o conteúdo que estava sendo criado, ficaria muito bom!

“A verdade é que, antes que Zal e eu começássemos a fazer isso, pensamos que poderíamos continuar fazendo isso por muito anos. Então é melhor você ter certeza que todos esses anos da sua vida serão interessantes, por isso que passamos um ano e meio trabalhando nisso antes de escrevermos o primeiro capítulo, desenhando o labirinto e nos certificando se teria algo interessante no centro disso tudo que valesse a pena”

Mas as falações sobre a série não terminam por aí. Em entrevista à Variety, o casal também comentou sobre a segunda e super aguardada temporada:

“Eu gostaria de ver essa história continuar; Brit e eu já temos toda a história pronta. Se acontecerá ou não, depende de vocês. De todo o mundo. Se as pessoas se conectarem com a série. A coisa toda é um enigma. Há muitas pistas. Muito poucas pessoas realmente descobriram todas as pistas”

Veja a resposta de Brit e sinta-se representado (a) também kkkk:

“Ah Meu Deus, isso seria muito divertido. Nós gastamos três anos criando a matemática do labirinto e analisando histórias da mente que poderiam durar por horas e horas. Queríamos resolver o enigma. Queríamos saber o que estava no centro do labirinto no primeiro capítulo. Eu acho que essa é uma das coisas excitantes sobre onde deixamos o final, é que de certa forma, ele resolve em um sentido satisfatório, especialmente com os meninos, mas também deixa algo aberto. É emocionante deixar essa lacuna entre uma temporada e outra e ver como as pessoas se sentem sobre isso e o que eles estão pensando, e, em seguida, continuar a responder às perguntas”

Só sei que estamos aqui, todos, na torcida pela continuação da série. A história merece, é muita explosão de cabeça para abandonarmos os cinco movimentos assim, soltos no ar! (entendedores entenderão) – Netflix, fica a dica: aprova logo a segunda temporada de The OA!