Os dias da semana, mais precisamente, seus dias de trabalho e estudo (rotina define) passam lentamente e os finais de semana passam tão rápido que você tem a sensação de quem nem aproveitou nada? Fique calmo, isso não acontece apenas com você. Essa sensação (que eu ainda não acredito que seja apenas sensação) é comprovada pela ciência e a culpa não é do relógio ou do seu chefe, a culpa é 100% do seu estado emocional.

Isso mesmo, a comprovação surgiu com a ajuda de dois macacos (isso te ofende?), treinados por pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos. Durante três meses, os animais aprenderam a mover os olhos de um ponto a outro numa velocidade que deveria durar um segundo. Não havia nenhuma pista externa para ajudá-los a medir o tempo. E nem sempre eles conseguiam ser exatos nos cálculos: em média, levavam de 0,0973 segundos até 1,003 segundos para mover seus olhos.

macacos pesquisa

Enquanto os macacos faziam os exercícios, os cientistas mediam, com a ajuda de eletrodos, a atividade cerebral de 100 neurônios – associados ao movimento dos olhos. De um movimento ao outro, as atividades desses neurônios diminuem um pouco. E essa queda é responsável pela noção de tempo dos macacos. Se, durante o teste, houver uma rápida diminuição dessas atividades, os macacos vão subestimar a duração de um segundo – ele parece menor, aí demoram mais tempo para mexer os olhos de um ponto ao outro. Mas se essa região cerebral demorar um pouco mais para diminuir o ritmo, o tempo vai parecer mais longo – aí eles vão levar mais de um segundo para concluir a tarefa.

Eles viam o tempo de forma diferente por causa do estresse. Segundo a pesquisa, substâncias como a adrenalina podem comprometer o ritmo das atividades cerebrais. “No nosso modelo, uma mudança na taxa de queda é tudo o que você precisa sentir diferença na percepção de tempo”, explica Geoffrey Ghose, envolvido no estudo.

New Scientist

Por isso meus queridos, que suas férias passam como um raio por suas vidas e os outros 11 meses de trabalho do ano parecem 10 longos anos de exploração e cansaço. Podem parar de reclamar, agitar os esqueletos e colocar a mente para ficar feliz todos os dias, só assim o tempo terá noção semelhante em qualquer situação para vocês.

Compartilhe: