Mais infraestrutura de tráfego!

A Ford anunciou na CES, a maior feira de tecnologia do mundo, em Las Vegas, nos EUA, que vai oferecer a tecnologia de comunicação do veículo-com-tudo pelo celular – a chamada C-V2X – em todos os seus veículos novos nos Estados Unidos a partir de 2022. O anúncio ocorre exatamente um ano depois de a marca firmar um acordo com a Qualcomm para esse desenvolvimento.

A C-V2X é uma tecnologia de comunicação sem fio altamente avançada que permite aos veículos “ouvir” e “conversar” uns com os outros, com os pedestres e com a infraestrutura de trânsito para transmitir informações de segurança e ajudar a criar um sistema de transporte inteligente e conectado.

A C-V2X foi planejada para operar com a rede de celular 5G, que está avançando rapidamente no mundo. Ela permite a comunicação direta entre os dispositivos conectados – ou seja, o sinal não precisa viajar primeiro para uma torre de celular –, por isso é muito rápida. Ela também complementa outros sistemas de assistência ao motorista, como sensores de radar e câmera, que usam processos computacionais similares. As comunicações C-V2X indiretas (do veículo para a rede e todo o resto) são o próximo passo na evolução da tecnologia 5G e estarão disponíveis em um futuro muito próximo.

“Atravessar cruzamentos, por exemplo, será muito mais fácil com a C-V2X, pois os veículos poderão se comunicar entre si para negociar qual tem a preferência. Da mesma forma, um carro envolvido em um acidente pode informar a ocorrência para os demais e um pedestre na pista com telefone celular pode ser localizado pelos veículos, mesmo se estiver fora do campo de visão”, diz Don Butler, diretor executivo de Veículos Conectados da Ford.

VINGANÇA A SANGUE FRIO | LIAM NEESON ESTÁ DE VOLTA A AÇÃO EM NOVO TRAILER!

CRASHING | MUITO MAIS DIVERSÃO NA TERCEIRA TEMPORADA!

A comunicação C-V2X com a infraestrutura urbana – como semáforos e sinais de trânsito – permitirá que o motorista receba informações para rodar com mais liberdade e segurança. Um semáforo, por exemplo, pode alertar quando vai ficar verde ou vermelho e se o motorista corre o risco de passar no sinal fechado.

“Essa tecnologia faz parte da nossa visão de fornecer veículos mais inteligentes em um mundo mais inteligente – um mundo em que tecnologias conectadas também podem ajudar empresas a fornecer serviços sob demanda ao longo de sua rota e ajudar as cidades a migrar para novos ecossistemas, como ruas sem sinais de trânsito”, continua Butler.

As tecnologias atuais de assistência ao motorista, assim como os futuros veículos autônomos, usam sensores que basicamente “veem” o que está ao redor. A C-V2X aprimora essa capacidade, permitindo que os veículos também “escutem” e “conversem” com os demais, com os pedestres e com a infraestrutura viária. Isso pode ser comparado, grosso modo, a como as pessoas combinam a visão e a audição para se locomover em ambientes complexos.

Usando um chip avançado de computador, o veículo compartilha seus dados em tempo real e recebe informações que permitem “ver” nas curvas e identificar objetos que estão fora do alcance dos seus sensores LiDAR, sistema que cria uma visão tridimensional que permite aos veículos autônomos se localizar no ambiente e detectar outros veículos, pedestres e ciclistas e câmeras. O sistema permite também enviar alertas atualizados de obras, engarrafamentos e acidentes, dando ao motorista a opção de escolher outro caminho.

ROCK IN RIO | VENDA DE INGRESSOS PARA 2019 ANUNCIADA!

APROVEITE PARA CONHECER NOSSO CANAL DO YOUTUBE:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: