Outro dia, passeando pelo Medium – coisa que recomendo que todo mundo faça, encontrei um texto da Aline Valek que abriu meus olhos, minha mente e, aparentemente, de muita gente também! O texto dela fala sobre a nossa visão de “afastamento social” – o quanto nos repousamos no berço esplêndido da tecnologia para justificar o quão afastados temos estado dos nossos amigos da vida real! O quanto tempos negado compromissos, nos mantido dentro do casulo, simplesmente porque, muitas vezes, não queremos concordar e nem discordar de ninguém!

Se você não leu o texto dela (to falando isso porque circulou MUITO pelas rede sociais), clique aqui e vá para o Medium! Aproveite e fique lá um pouquinho, é um local delicioso para amadurecer. 🙂 A Aline foi perfeita no ponto de justificar algumas coisinhas que vivemos no dia a dia, mas que, devido a pré-conceitos sociais, negamos avidamente. Bom, chega de ladainha, fica a dica do perfil da Aline para vocês seguirem no Medium e, claro, nosso vídeo aqui embaixo!

Confira nosso vídeo e não esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube, tem vídeos todos os dias, as 20 horas! 🙂 Agora se joga no play!

Fala sério se não é verdadeiro, se não é profundo, se não somos todos nós, aqui, na vida real, sendo, paulatinamente, afastados de nossas vidas sociais, simplesmente porque o mundo está ficando chato. Porque está complicado ser uma pessoa com personalidade, que não pensa como a massa, que não fica balançando a cabeça, concordando com tudo. Se você concorda, se está, nesse momento, em algum estado de espírito semelhante ao do texto, comente aqui embaixo ou então comente lá no nosso Youtube! Queremos saber sua opinião!

Aproveitando, segue os links dos posts dos livros citados no vídeo:

Twist [Tom Gras, Editora Agir Now] – Leia o post aqui | Compre o livro aqui

Rotina & Rabisco [ Bruna Vettori, Editora Agir Now] – Leia o post aqui | Compre o livro aqui

Beijos! 🙂

Compartilhe: