Bom, pessoas… Quarto episódio da 10ª temporada do Supernatural! E o que eu posso dizer?! Acredito que muita gente não tem muita coisa boa a se dizer. Infelizmente! Repito, não sei se foi porque já montei todo um enredo com o Dean demônio, e estou decepcionada por não ser nada daquilo que eu esperei, mas, o Supernatural está muito abaixo do que podia esperar. Talvez eu esteja sendo muito dura, ou talvez, não… Supernatural já deu o que tinha que dá, e dificilmente se sairá bem dessa temporada… Vamos ao episódio…

Todo mundo que segue Supernatural, sabe que, antes de começar o episódio de fato, ele faz um tipo de “remember”, já nos dando uma ideia do que vai rolar. Quando me apareceu lobisomens lá, desacreditei! Primeiro pensamento que me veio à mente foi: FILLER! Sério, gente! Com tanta coisa rolando por aí, a recém “cura” de Dean (que ainda continuo achando que foi fácil demais), Metatron preso, Crowley e a sua tirania no Inferno, Castiel e a sua Graça perdida, a Marca que ainda continua no braço do Dean, e eles vêm me falar de Lobisomens?! Mas enfim, né?!

O episódio começou com uma mulher, pelo visto bem sensual, que escolheu um homem, que até disse que ela iria partir seu coração, e ela foi mais além, ela começou seu coração. É claro que o fato de aparecer pessoas dilaceradas sem coração começaria a aparecer nos jornais, e é claro que isto atrairia a atenção dos Winchesters. E é claro que eles iriam agir, mesmo com a intenção de descansar, já que Dean deixou de ser humano faz pouco tempo, mas Sam cede, porque Dean insistiu muito.

Quando eles começam a seguir a trilha do Lobisomem, eles acabam encontrando Kate, uma Lobisomem que aparecera, anteriormente, na 8ª temporada, em que ela, o até então namorado e um colega tinham se transformado, mas ela escapou, e não estava se metendo em encrenca, até agora. Eles a encontraram e a imobilizaram, mas… Enquanto Dean estava prestes a atirar nela com uma bala de prata (e Sam o impediu pelo ímpeto de matar que a Marca dá à Dean), eles receberam uma chamada que em outro lugar, bem distante, tinha acontecido outro ataque. Aí a pergunta foi, como aconteceu isso se Kate estava lá?!

A resposta. A irmã de Kate. Aí, a moça acabou contando que depois que ela virara Lobisomem, ela se afastou da família, mas, acessando o Facebook da irmã, ela descobrira que ela sofrera um acidente de carro e estava quase morrendo. Kate foi lá, e decidira salvar a moça, transformando-a em um Lobisomem, o que acontece é que as coisas não saíram como ela esperava, e sua irmã não desenvolveu o mesmo controle que ela mesma desenvolvera, e resumo da ópera. Ela teve que acabar matando a própria irmã.

Ok! Tudo bem que o episódio foi com o intuito de mostrar que Dean não estava bem ainda para caçar, assim com Sam também não está, mas, sei lá… Está estranho… Para não falar que não teve nada de legal, gostei da piada que Dean fez no começo com o Sam, falando mais ou menos que o Sam já foi espancado, dilacerado, morreu, reviveu,  virou demônio, desvirou e simplesmente me aparece com uma tipoia porque deslocou o ombro, como assim?! Mas enfim… O episódio foi fraquíssimo.

Enfim, nunca pensei que eu falaria isso, porque estou acostumadíssima com Dean e Sam, mas, agora, realmente, começo a esperar que esta seja a última temporada. Sabe aquela sensação que é melhor parar antes que se estrague mais ainda?! É mais ou menos essa sensação que tenho agora… Supernatural está realmente me decepcionando e as minhas esperanças de que eles deem uma guinada, está se esvaindo cada vez mais… Estou sendo muito dura?! Comentem e falem para mim!!! Até a próxima, pessoal!!! 😉

 

Compartilhe: