Sim, pessoas… Título estranho do post? Ah… Pode até ser, mas, quem assistiu o 5º episódio da nona temporada do Supernatural, Dog Dean Afternoon, vai ver todo o sentido! Sim, soltaram os cachorros, literalmente, e Dean, passou uma tarde de cachorro! Tá, foi praticamente como um cachorro… O que rendeu muitas risadas… Ou não, pois, vamos dizer que o episódio foi um ‘filler’, ou seja, somente um episódio para preencher espaço, sem ter uma grande importância ao enredo principal… Mas vamos ao episódio, do “Dean Cachorrão”!

O episódio começa com um taxidermista (profissional que empalha animais) trabalhando… Engraçado que ele monta os animais com roupas de seriados e adivinha qual seriado que ele estava montando? Sim pessoas, Game of Thrones! Hahaha… Mas desvios à parte, estava lá ele, e seu cachorro, quando de repente aparece um homem, que parece que meio que consegue se transformar em cobra, o enrola e mata, esmagando todos os seus ossos…  Meio estranho isso, não?

SPN Game of Thrones

Claro que um caso deste ia acabar chamando a atenção dos nossos queridos irmãos Winchesters, né? Eles vão ao local, falam com o tipo de sócio do taxidermista tinha, eles procuram bolsinhas de magia de bruxa, não encontram, o xerife disse que no momento, quem estava presente no local era só o cachorro e, ao examinar umas marcas de sangue, percebem a marca de uma patinha lá, símbolo de uma organização… Como não tem muito a fazer lá, foram embora tentar descobrir o símbolo…

Sam entra na internet, e descobre que é uma associação da cidade mesmo, um grupo ativista que é contra a caça de animais, vão lá e descobrem que eles, também foram atacados, por eles estarem com um problema nos olhos, muito semelhante a veneno, que poderia até ser de cobra, então os descartam… Enquanto isso, o homem que matou o taxidermista, dono do cachorro, vai a um abrigo de animais, ele come um gato inteiro e, o guarda que estava lá entra na dança, como o barulho estava estranho, pois é… Morreu, por garras de gato… E quem viu tudo de novo? O cachorro!!! E Dean até desconfiou que poderia ser ele o culpado, já que ele estava presente nos dois lugares, mas, como ele percebeu que ele latia toda vez que o xerife chagava perto, pois ele estava usando um chapéu semelhante ao Stetson que o assassino usava, ele ficou intrigado com ele, e levaram o cachorro com eles…

Stetson e gato

Sam ligou para Kevin, que sabia de um feitiço e poção que liga a mente humana à mente canina, e se eles o fizessem, de repente eles poderiam descobrir o que aconteceu… Dean tomou a poção, já que ele insiste que Sam ainda está se recuperando dos testes, então ele se habilitou… No começo ele pensou que não tinha dado certo, mas, de repente, ele só começa a ouvir o cachorro falando mal da música… Sim, eles começaram a discutir sobre música… Até que o Sam o levou para a realidade e eles falaram dos crimes… Detalhe, Sam joga uma bolinha de papel, e o Dean começa a pegar… Mesmo sem perceber…

E é aí que o pessoal pode achar engraçado… O feitiço tem um efeito colateral, e a pessoa que toma, pode começar a agir como um cachorro… E Dean? Bem, Dean pega a bolinha, late para o carteiro, se encanta por uma cadela, briga com a pomba (sim, este feitiço dá a habilidade de se falar com todos os bichos) e vai local em que o Cachorro estava, para falar com os demais animais que viram, foram chantageados por um cachorro que queria carinho na barriguinha do Sam e ele disse que tinha visto o nome de um restaurante nas coisas do assassino… E antes de irem ao restaurante, who let the dogs out?! Dean… É claro… Ele libertou todos os animaizinhos que se encontravam presos… Mas, ok… Voltando ao enredo…

Dean dog

Eles vão ao restaurante, e lá Dean conversa com uns ratinhos, estes dizem que o senhor quer comê-los, porque eles possuem espinhos dobráveis… Eles encontraram um livro de Xamanismo e lá está explicando o que cada parte de cada animal pode melhorar no seu condicionamento, dando, temporariamente, as características do animal em questão…  Inclusive, quando ele luta com o Sam e o fere, e Zeke o cura, ele “abate” Sam, para comer alguma parte sua e adquirir essa capacidade de cura… (Ok, sei que isso de falar que o cara queria comer Sam ficou estranho, mas entendam literamente, pessoas!).

Dean o encontra, atira nele e o moço faz uma manobra a la Matrix para fugir da bala, domina Dean e o amarra… Dean, ainda está com os seus “instintos caninos” e vai conversando com ele… Deduz que o “Chef Leo”, como está escrito em seu avental, está doente, com câncer… E ele confiar… Disse que está com um câncer super avançado, e, como não tinha cura, foi procurar no Xamanismo uma maneira de viver mais… Estanho esse modo, mas enfim… Ele amarrou Dean que conseguiu se soltar… Para superar um cachorro, só sendo um lobo, o moço pensou… Come o coração de um lobo e vai atrás de Dean, mas nosso querido herói (e que é o Batman), é muito esperto, chama os dogs que ele soltou e todos eles devoram o moço metido a xamã!

Por fim, o cachorro do taxidermista vai ficar com os ativistas, Dean e ele estão se despedindo, e o cachorro começa a falar que, na verdade, os cães não são os melhores amigos do homem, eles foram colocados aqui para… O feitiço acabou e Dean fica sem saber… Dean fica bravo, mas fazer o quê, né?! Ele volta a falar com Sam, e Sam o questiona o porquê do homem do Stetson querer adquirir a habilidade que ele tinha… Ele não entendeu e Dean, mais uma vez desconversou falando que não dá para questionar a loucura…  E foi assim o fim do episódio…

Compartilhe: