Se você está assistindo a última temporada de Supernatural e a nova temporada de Westworld, pode ter notado um ponto comum entre ambos: Livros. [Via CBR]

Enquanto supernatural se baseia em uma teologia cristã tradicional em um programa de TV que mostra uma caçada entre anjos e demônios, Westworld é um drama Sci-fi que teve seu início em um parque onde robôs eram os anfitriões.

Os livros nas duas séries são usados como forma de representar a vida das pessoas, no entanto, de maneira distinta.

Em Supernatural, A morte menciona que o plano de matar Deus, se relaciona ao livro existente em sua biblioteca. A série ainda conta que todos temos um livro, e que nosso futuro está nele registrado.

Já em Westworld os livros não indicam o futuro, e sim o passado de cada indivíduo que pisou em Westworld. Descobrimos esse fato ainda na 2ª temporada, quando Dolores acessa os dados das vidas de todos os convidados, coletados pela Delos (a empresa que administra o parque) para trabalhar em um projeto de imortalidade; obtendo assim informações do mundo exterior.

É possível concluir que a utlização dos livros, remete em ambos os shows a fonte de conhecimento. Seja passado ou futuro,  significará sempre o presente na vida, ou na história, sendo por tantas vezes, até mesmo, considerado “arma”, só nos comprova que conhecimento é poder.

Atualmente a 15ª temporada de Supernatural vai ao ar na Warner Channel, enquanto a 3ª temporada de Westworld é exibida na HBO.