Sherlock – S03E03 – His Last Vow (Season Finale)

Sherlock – S03E03 – His Last Vow (Season Finale)

É pessoas! Demora uma eternidade para voltar e termina rapidinho! A Season Finale de Sherlock já chegou e como sempre, deixou todos os Sherlockians de queixo caído! Creio que, o que pode dizer que o mais caracterizou este 3º episódio, His Last Vow, foram segredos. Os segredos que devem ser escondidos e a pessoa que sabe dos segredos. Afinal, saber é poder! E vamos combinar, o poder sempre está em jogo nos episódios de Sherlock, vamos ao episódio!

Bom, lembram-se dos olhos azuis fitando a tela com a gravação do sequestro de Watson? Pois é CAM ou Charles Augustus Magnussen, um homem muito poderoso, porque afinal, conhecer é poder, e sim, ele tem muito conhecimento. E muito conhecimento gera o quê?! Chantagem, pessoas! E é disso que ele vive! No começo ele tenta chantagear Lady Smallwood (que usa o perfume Claire de la Lune, por que isso é importante, vocês já vão ver!) e esta, como não quer ceder, pede ajuda a quem?! Sherlock, claro!

Magnussen

Aí, Watson e Mary, já casados, estão há um mês sem ver o nosso querido detetive, uma vizinha, bate na porta do casal, desesperada, porque o filho está em uma casa se drogando. Watson, sem pensar duas vezes, vai buscar o moço, chegando lá, encontra o filho de sua vizinha, e também, Shazzy, identidade secreta de Sherlock que estava infiltrado, em um caso. Uma pena ele ter se viciado, novamente, mas, fazia parte. Watson leva ele, o filho da vizinha e um mendigo que ele torceu o braço e todos vão no carro com a Mary. O mendigo também era alguém infiltrado lá, que passa a ajudar Sherlock.

Para cuidar do caso de Magnussen, contra a vontade de seu irmão Mycroft, Sherlock também começou a fingir um relacionamento amoroso com Janine, a madrinha do casamento dos Watson, o que foi muito engraçado, vendo a cara de John ao ver que Holmes tinha uma namorada, e que ainda estavam planejando um jantar juntos. Mas isso tudo foi um truque para conseguir entrar no escritório de CAM. Mas, coincidência ela ser secretária dele, não?!

Não, não é… No dia que Sherlock e Watson vão ao escritório de Magnussen, Holmes, usa do fato de Janine gostar dele pra conseguir entrar, pedindo-a em casamento, e quando eles sobem, ela está desmaiada… E não foi por conta do pedido, foi que, alguém já invadira o escritório e bateu na Janine e em mais um segurança. Eles perceberam que a pessoa ainda estava ali, ainda mais porque Sherlock sente o cheiro do perfume Claire de la lune, de Smallwood, e Watson até comenta que Mary também usa, mas o detetive consultor não acredita que seria ela.

Sherlock vai atrás, encontra a mulher que está prestes a atirar em Magnussen, mas ele muito se admira que, ao invés de ser a Lady Smallwood, como ele pensara ser, quem realmente está prestes a atirar no homem ameaçado é a própria Mary, e esta, para não se fazer descoberta por Watson, atira em Sherlock. Sim, pessoas, ela atirou em Holmes e foge, para John não vê-la, mas sem matar Magnussen.

Mary Liar

Aí, começa uma coisa super louca, o palácio mental de Sherlock entrando em ação para que ele se salve. Tivemos direito de ver lá, Molly dando altos tapas nele para que ele fizesse o que deveria ser feito, Mycroft, para evitar que ele perdesse tempo e agisse para não morrer. O seu antigo cachorro, para evitar o choque, e durante o choque, Moriarty, claro que ele não poderia faltar! Engraçado que foi só quando ele citou John e o perigo que ele corria ao lado de Mary que ele começou a reagir.

Ele volta, e todos pensando que ele ainda estava no hospital, e foi se esconder no apartamento de Molly para armar um modo de desmascarar Mary para Watson. Ele o faz, de uma maneira muito inteligente, e deixa a cargo de Watson decidir o que fazer. É… Eles vão para Baker Street e faz John tratar Mary só como uma cliente, pois era isso que ela virou. Ela até entrega um pen drive para Watson, mostrando todo o passado dela, ela, pelo que dar para entender, foi alguma matadora profissional, mas decidiu mudar de vida e realmente gosta de Watson. Isso é constatado por Sherlock.

Mas, afinal, qual é a grande importância de Magnussen? Ele possui um grande registro, que ele mesmo intitulou de Appledore (que até eu e o Sherlock pensamos que era algum tipo de chip que tinha em seus óculos), mas não… Pensando ser um vasto arquivo com as informações mais comprometedoras de pessoas importantes, Sherlock até troca as informações de Mycroft (já que ele é praticamente o governo da Inglaterra), por todos os documentos de Mary. E ele mostra Appledore para dupla. Na verdade, é um palácio mental que Magnussen criou e ele dá várias dicas disso, durante o episódio.

O que não esperávamos é que, Sherlock mataria, a sangue frio, com tiro na cabeça, Magnussen, depois que Mycroft chegou para abordá-lo com os atiradores de elite. E claro, essa ação fez de Sherlock, um criminoso, e, ele seria exilado, novamente para o Oriente Médio para um novo caso. Ao se despedirem, John (que não leu nada sobre a antiga Mary e a aceita assim mesmo), conversou com o nosso detetive, falando que é quase certa que Mary espera uma menina, Sherlock faz uma brincadeirinha, até, embarca, o episódio acaba…

Só que não! De repente, todas as televisões da Inglaterra, sintonizam um mesmo sinal, e eis que soa um “Did you miss me?” (Você sentiu minha falta?) e o rosto de  Moriarty na tela! Sim, ele voltou?! Ele morreu, não morreu?! Será que o tiro dele, por mais que na cabeça, não fora um tiro certeiro, como o de Mary em Sherlock (e isso me lembrou o fim do Clube da Luta)? Ele voltou? É alguém brincando com coisa séria?!

Moriarty did you miss me

Só saberemos na 4ª temporada, que já foi confirmada. Na verdade, a 4ª e a 5ª! E há rumores que não será daqui dois anos que Sherlock volte, talvez seja no Natal! Espero que sim e… Did you miss Moriarty?!

Natalia Cordeiro
por

Natalia Cordeiro

Sou Whovian por opção, tenho Letras por formação e escrevo por paixão. Apaixonada pelo o azul e o non-sense (entende-se então TARDIS e Alice no país das maravilhas) e por corujas em geral. Quero mostrar um pouco do meu país das maravilhas através de seriados, filmes, livros e músicas, e por vezes, tento me aventurar e tenho grande paixão por poesia!

Recomendamos para você