Sherlock – “Remember, remember, the 5th of November”

-por , em 06/01 -
Sherlock – “Remember, remember, the 5th of November”

“Remember, remember, the 5th of November”, não, pessoas… Não é o V de Vingança, embora a referência esteja mais do que evidente. Depois de 2 anos de espera, Sherlock voltou com tudo, além das referências ao V de Vingança e ao romance Os Miseráveis (tocando uma de suas músicas da adaptação que fora feita da história) ao fundo depois de resolvido um caso, teve várias teorias levantadas de como Sherlock teria sobrevivido ao seu suposto suicídio, o reencontro com seus amigos, a revolta de John Watson ao ver que o amigo estava vivo ainda, a aproximação dos irmãos Holmes, mais atentados, a promessa de um ataque terrorista em Londres, o namorado de Molly Hooper, e ufa… Coisa demais, não?!

Ao fim da 2ª temporada vimos como o arqui-inimigo de Sherlock, Moriarty, se esforçou para ir desmontando a fama e a credibilidade do nosso querido detetive, assim como, além dele próprio se suicidar, fazer com que Holmes fizesse o mesmo, já que, se não fizesse, 3 atiradores daria fim aos únicos amigos de Sherlock que seria John Watson, Greg Lestrade e a Sra. Hundson. Sendo assim, o detetive consultor arma seu próprio suicídio, fazendo com que Watson assista tudo e dá o caso por encerrado. Passa-se dois anos do ocorrido, ele ficou este tempo todo fora da Inglaterra, desfazendo toda a rede de Moriarty, com ajuda de Mycroft, seu irmão, mas, como ele está suspeitando de um ataque terrorista em Londres, termina com as “férias” de Sherlock e o leva de volta para Londres.

Daí vemos as várias situações que o episódio abordou. Primeiro, foi a volta propriamente dita, Sherlock se reapresentando aos amigos novamente, e foi muito interessante ver as reações deles. O susto da Sra. Hudson que não parou de gritar com a frigideira na mão, a surpresa moderada de Molly Hooper, o abraço carinhoso de Lestrade, mas, a mais bombástica, é claro que seria a de John Watson que se ver abordado por Holmes disfarçado de um garçom com sotaque afrancesado e extremamente chato no jantar em que ele pretendia pedir a namorada, Mary, em casamento, com direito a tiração de sarro por conta do bigode de John e vários socos que este deu no detetive por conta da mentira que foi sobre sua morte. Claro que John não ficaria bem depois de saber que fora ideia de Mycroft e que Molly e a rede de mendigos que Sherlock conta com a ajuda para resolver os crimes. Bacana também foi ver que Mary gostou de Sherlock e que ela iria ajudá-lo a convencer John para voltarem a trabalhar juntos.

Sherlock garçom

O episódio também teve uma puxada muito cômica, desde a briguinha de Watson e a relutância dele para voltar com Sherlock e a montagem genial falando tudo o que John falou, até as teorias malucas de Anderson (o médico legista da equipe de Lestrade e que sempre fora contra Sherlock, se arrependeu e fundo a associação The Empty Hearse, para discutir como o detetive sobrevivera) e que foi um verdadeiro presente para os fãs, já que eles cogitaram, as teorias que recorreram na internet sobre isso, além de termos visto um beijo entre Sherlock e Molly (que sempre nutriu uma profunda paixão desde a primeira temporada), um quase beijo entre Sherlock e Moriarty, de um membro não muito normal do clube, e até com a participação de Derren Brown, que hipnotizou Watson em uma dessas teorias malucas. No final, quando parece ser o Sherlock contando para Anderson sobre a real história (se é mesmo que é real, pois vemos que o médico está muito obcecado por essa ideia), ele se mostra ligeiramente decepcionado com desfecho contado.

Beijo Moriarty Sherlock

Com relação à Molly, percebeu-se ao longo do episódio que ela ainda nutre algo pelo nosso querido detetive, mas ela se encontra noiva de um moço, que, pelo menos fisicamente é extremamente parecido com Sherlock. Ela deu a entender que ainda se sente balançada, e Sherlock admitiu que, quando Moriarty disse que iria matar todas as pessoas importantes da vida dele, ele esqueceu de colocar na lista aquela que de todas é a mais importante de todas, e aí fica questão, ele gosta mesmo dela? O que acontece é que nesta 3ª temporada, Sherlock voltou mais humano, como mesmo diserra Mycroft, “você está mais nessa de amigos, né?”, inclusive tendo que aguentar Sherlock dando conselhos para que ele arranjasse amigos também. Fica a questão aí para os próximos episódios.

Beijo Sherlock Molly

Das partes mais bombásticas, tivemos o sequestro de Watson como um recadinho de que não, Sherlock e seus amigos não estão livres de ataques e alguém que se mostrar como novo (?) inimigo de Sherlock e o mistério da pessoa que entrou no vagão do metrô em uma estação e na próxima e última estação, simplesmente sumiu. Do sequestro relâmpago, Mary e Sherlock descobriram, pelo sms que Mary recebeu, onde John estaria e no caso do metrô, a nossa dupla favorita foram investigar, descobriram que tinha uma estação fantasma bem embaixo do prédio onde ocorreria uma assembleia para votar uma ação anti-terrorista e aí que se liga ao V de Vingança, que foi bem parecido com aquele lance do vagão bomba. Ponto forte da cena foi o Sherlock não sabendo o que fazer, ele pedindo perdão ao Watson, este fazendo uma declaração emocionante ao detetive, para ele quebrar o clima rindo muito, ao descobrir o interruptor da bomba. E por final, apareceu um par de olhos azuis, atrás de óculos que observava a busca de Mary e Sherlock por John, prometendo ser este o novo vilão. E quem será ele? Descobriremos a partir dos demais episódios!

images

Ufa! Foi coisa demais, não pessoas?! Mas vamos admitir, foi ótimo e muito inteligente! E o melhor de tudo, super engraçado!!! Ansiosíssima pelo segundo episódio que logo mais está aparecendo por aqui! Então, até o segundo episódio da série!

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você