Olá brasileiros que, assim como eu, estão orgulhosos de sua nação ou contam motivos para odiar a mesma. Falarei um pouco sobre a importância da internet nessa “primavera brasileira”, mas diferente do que milhares de outros textos falam por aí, irei falar da SUA IMPORTÂNCIA NA INTERNET durante esse período que estamos passando.

 

A grande diferença da mídia virtual (destacando principalmente as redes sociais) para as mais tradicionais (televisão, jornais e revistas impressas) são os meios por onde são publicados os conteúdos. Na internet podemos ter acesso a conteúdo que em alguns casos chega a ser transmitido em tempo real, por pessoas que passaram ou estão passando pelo momento sem ligação alguma com imprensa ou governos.

 

Vou usar como exemplo um streaming que assisti durante as manifestações em frente ao maracanã, na final da copa das confederações: um manifestante transmitia tudo em tempo real enquanto outros que também estavam nas ruas comentavam com informações relevantes ou até mesmo usavam o vídeo como maneira de se localizarem após uma série de atitudes da polícia que fez todo mundo se dispersar.

 

Outros, ao se perderem, pesquisavam por hashtags que podiam passar informações sobre a localização dos grupos, e com isso era possível saber o trajeto e as chances de haver confronto com as forças armadas. Tudo isso transmitido através da internet, entre pessoas que estavam em casa ou nas ruas. Em outros formatos de mídia, os usos citados acima seriam inviáveis.

 

Saímos do facebook

 

Se você é a favor dos manifestos, seja participante ou não, colabore com informações que, além de mostrarem o lado real da coisa (que dificilmente é visto em outras mídias), possam ajudar quem participa ou deseja participar das ações. Vemos por aí várias pessoas ressaltando que “saíram do Facebook para ir às ruas”. Eis a minha opinião: vá para as ruas, mas não saia do Facebook!

 

Você vai gostar também de:

 

Nothern Kings bandas 562444_10151606765626240_1431756288_n baguete com ricota tablet

 

Perfil Greg

Greg

E nem do twitter.
Facebook | Twitter

Compartilhe: