Estava tudo indo bem na sessão de RPG. Mas a paz durou só até o surgimento de um novo manual: o livro avançado. O caos foi instaurado nos jogos desde então. Surgiram criaturas excessivamente poderosas, novas habilidades inexplicáveis, magias insanas e, de repente, os ferreiros aprenderam a fazer equipamentos absurdamente exóticos.

 

Quem já foi contemplado com o desprazer de adicionar às suas mesas os livros avançados sabe bem o que esta introdução quer dizer.

 

pathfinder

 

Os livros avançados são aqueles que têm a única função de adicionar possibilidades às já existentes, como o advanced player’s handbook do Pathfinder e o Player’s handbook II do D&D (qualquer edição). Via de regra, os talentos, as novas classes e as novas magias destes livros são enormemente superiores aos encontrados nos livros I. Muitas vezes, tão superiores que desequilibram o jogo. Um personagem que tenha entrado posteriormente e, por isso, teve a possibilidade de ser construído à luz dos novos livros, geralmente, é muito mais poderoso que seus companheiros. Mas por que isto ocorre?

 

ded

 

Bem, eu também gostaria de saber. Minha teoria pessoal é que o playtest é ignorado ou mal feito com a finalidade de acelerar o lançamento. Desta maneira, muitas coisas criadas não passam por revisão prática e o criador não necessariamente tem aquela magnífica capacidade de imaginar as consequências antes que elas aconteçam. Um exemplo: pegue qualquer classe do D&D 3.5 e compare com alguma do player’s handbook II, como o shaman dracônico. Você perceberá que o segundo tem uma potencialidade de desenvolvimento muito maior que o primeiro (muito mesmo). Já nos primeiros níveis, há uma grande diferença de poder, a qual tende a aumentar.

 

Outro exemplo bom são as magias de Pathfinder. Aquelas pertencentes ao core rulebook são relativamente equilibradas. No advanced, entretanto, foram criadas magias muito mais poderosas, inclusive com tempo de execução imediato ou rápido. Quando se leva em conta que, utilizando o talento acelerar magia, faz-se necessário o aumento de quatro níveis no nível da magia, pode-se perceber que as magias novas são excessivamente poderosas pelo tempo de execução.

 

E o que fazer em relação a isso? O que eu tenho feito é banir as coisas que eu acho que causam desequilíbrio excessivo, mas permitir mesmo assim o uso dos livros. É um tanto complicado impedir o acesso dos jogadores aos mesmos, até porque são livros oficiais. Sendo assim, permita, mas deixe claro para seus jogadores que tudo é permitido desde que liberado pelo mestre.
Perfil Gest Post

Guest Post

Participação especial na Coxinha Nerd!
Rafael Badia, ex colaborador Coxinha Nerd!
Facebook | Acesse “Como Fazer”

Compartilhe: