Poucas séries conseguiram se manter tão interessantes para todas as gerações como Simpsons e South Park. Os estilos de desenhos sarcásticos, atuais e cheios de temas polêmicos atraem espectadores de todas as idades e classes sociais. South Park e suas piadas mais escrachadas estão no ar fazendo e acontecendo sem papa na língua desde 1997, um dos maiores fenômenos do ramo da animação.

O game The Stick of Truth traz o mesmo requinte de crueldade e sinceridade da série, tudo o que os fãs queriam desde sempre. Na história do game, o player é uma criança que acaba de se mudar para South Park junto com sua família e acaba caindo no meio de uma guerra milenar: o confronto entre os heróis comandados pelo Mago Rei (Eric Cartman) e os Elfos Negros. As duas facções estão lutando pela posse do Cajado da Verdade, um galho de árvore que, segundo lendas, garante, a quem possuí-lo, o controle do universo.

A história foi escrita pela mesma dupla responsável pela série e isso fica muito óbvio em todos os aspectos do jogo. Dentre as classes de personagens possíveis, por exemplo, existem o Guerreiro, o Mago e o Judeu (isso mesmo, rsss, você leu certo). Se você escolher essa última classe, Cartman diz: “É, acho que não vamos poder ser amigos mesmo”.

south park stick of truth

O mais legal é a tradicional seleção de palavrões, xingamentos e material obsceno – o jogo ganhou a classificação indicativa de maiores de 18 anos por um bom motivo, rsss. O quarto da mãe de Cartman está repleto de vibradores e, logo que você chega na tenda do Mago Rei, é obrigado a carregar o título de “Babaca” (Douchebag”, em inglês). Isso sem contar a possibilidade de chutar o saco dos coleguinhas durante as batalhas e deixar crianças com olho roxo – quase como o game Bully.

South Park é uma das séries animadas já engraçadas já feitas e, por consequência, The Stick of Truth é um game genuinamente engraçado. Fora isso, estamos falando de um RPG em estilo bem clássico. Você anda pela cidade de South Park, descobre Quests, conversa com os personagens e faz a limpa em gavetas e armários atrás de itens – sejam eles trocados de dólar ou marias-moles chamadas de “Poção de Cura” que recuperam seus pontos de vida. No meio do caminho você pode encontrar crianças brincando de esconde-esconde ou até o político americano Al Gore escondido atrás de uma moita, pronto para te adicionar no Facebook e dar uma missão paralela.

O sistema de batalha segue o sistema de turnos que estamos acostumados a ver, por exemplo, em jogos da série Final Fantasy. Quando chega a vez do seu personagem você pode escolher um entre diversos comandos – atacar, usar itens etc – e executá-los. Mas a Obsidian incluiu um extra à mistura: você pode apertar botões no momento e ritmo certos para aumentar a força dos seus ataques, a quantidade deles, e também se defender contra investidas dos inimigos.

A própria South Park também foi reproduzida fielmente, com todos os pontos “turísticos” do desenho, personagens e eventos representados fielmente. The Stick of Truth virá com dublagem em inglês e legendas em português, e parece ser uma experiência para fã nenhum botar defeito.

Ansiosos?

Compartilhe: