ROCK DOG: NO FARO DO SUCESSO | Crítica da animação chinesa!

-por , em 07/05 -
ROCK DOG: NO FARO DO SUCESSO | Crítica da animação chinesa!

CONFIRA A CRÍTICA DA ANIMAÇÃO ROCK DOG: NO FARO DO SUCESSO!

2016 foi o ano dos animais nas animações. Sing – Quem Canta Seus Males Espanta, Pets – A Vida Secreta dos Bichos e Zootopia encantaram milhões de crianças e muitos adultos ao redor do mundo, sendo grandes sucessos de bilheterias. 2017 traz para o cinema nacional uma animação também com animais, feita por uma parceria entre os Estados Unidos e a China, Rock Dog: No Faro do Sucesso.

A trama da animação gira em torno de uma vila de ovelhas, chamada de Snow Mountain. Bodi (Luke Wilson), é o filho de Khampa (J.K. Simmons), um mastiff tiberiano que salvou a vila dos lobos ferozes a muitos anos atrás, se tornando o grande protetor de Snow Mountain, e consequentemente começou a preparar seu filho para lhe substituir um dia muito cedo, porém, Bodi sonha em ser músico ao invés de proteger a vila.

Mesmo sendo forçado por seu pai a treinar, Bodi decide seguir seu sonho e ir para a cidade grande após um rádio cair de um avião que passava pelo local. Após ouvir uma entrevista de Angus Scattergood, uma lenda do Rock, o cachorrinho parte para a cidade grande e faz de tudo para se tornar um músico famoso.

A animação é feita totalmente para crianças, algo que já é possível ver só pelo trailer pela história que conta a já clássica jornada do herói, que tem que ir contra tudo e todos para realizar o seu sonho, porém, até nisso o filme tem algumas falhas, em grande parte por furos e uma bagunça sem fim em seu roteiro. Ao longo de uma hora e meia, Rock Dog entrega algo que todos já vimos anteriormente em qualquer animação que tenha uma história melhor do que essa ainda.

O humor do filme que é para crianças não tem o menor sentido, parecendo ser algo simplesmente jogado em tela só para ter algumas piadas pelos roteiristas. Se nem mesmo as crianças vão conseguir arrancar gargalhadas, imagine os adultos, mais um grave problema.

Um ponto positivo é a animação mesmo. A Huayi Brothers (China) e a Summit Premiere (Estados Unidos) capricharam no desenvolvimento do filme que tem traços lindos e que encantam qualquer um, principalmente suas cenas de luz e o de poder de Bodi e seu pai que são mostrados no filme, a cinematografia também é bem feita, em grande parte pela direção de Ash Brannon (Toy Story, Tá Dando Onda).

Mas a melhor coisa do filme é o que ele pretendia fazer, música. A trilha sonora foi muito bem escolhida e se encaixa perfeitamente nos momentos do filme, em especial “Glorious” composta especialmente para o longa. A música é de se surpreender, tendo uma letra perfeita para a utilização dentro de Rock Dog quanto para escutar normalmente.

Rock Dog: No Faro do Sucesso vai na contra-mão dos últimos filmes de animações e entrega um produto final que não agrada adultos e com toda a certeza não agrada totalmente as crianças. O que realmente salva o filme é a sua trilha sonora e o lindo visual, de resto somente os personagens que tem vozes maravilhosas tanto no original quanto no dublado. Uma chance pode ser dada ao longa mas não se surpreenda se achar que perdeu tempo após as mais de uma hora e vinte minutos de duração.

Veja mais sobre Filmes

Luiz Gabriel
por

Luiz Gabriel

Gamer desde sempre, joga qualquer coisa sendo de esportes até o casual FPS. Também gosta de filmes e séries - principalmente Game of Thrones e Breaking Bad.

Recomendamos para você