RIVERDALE | Confira a crítica da primeira temporada da série!

-por , em 13/05 -
RIVERDALE | Confira a crítica da primeira temporada da série!

VEJA A CRÍTICA DA PRIMEIRA TEMPORADA DE RIVERDALE!

A CW já se mostrou como a casa dos heróis na televisão, mas desde sempre o canal norte-americano se mostrou ligado no público adolescente, tendo uma série ou outra abordando temas para esse gênero. Adaptando os quadrinhos da Archie Comics de uma maneira bem mais sombria, Riverdale foi a nova aposta do canal, tendo uma resposta incrível do público.

Diferente dos quadrinhos que são feitos para as crianças e não tem uma história mais complexa como a da série, Riverdale segue a cidade que dá título a série em um de seus piores momentos, imediatamente após a misteriosa morte de Jason Blossom (Trevor Stines), o que parou a cidade em meio a procura de pistas e de suspeitos para achar a verdade por trás do crime.

A série pode até lembrar um pouco de Twin Peaks, mas se diferencia um pouco da série da ABC, já que diferente da primeira, Riverdale segue o lado das vítimas, mostrando os cidadãos da cidade, mais precisamente o grupo de amigos formado por Archie Andrews (KJ Apa), Jughead Jones (Cole Sprouse), Betty Cooper (Lili Reinhart) e Veronica Lodge (Camila Mendes).

Ao longo dessa primeira temporada, o foco principal é realmente a descoberta desse mistério ao redor da morte de Jason. A trama da série é muito bem feita, já que somos introduzidos a muitas informações sobre o passado de Riverdale e até mesmo a muitos personagens secundários, como Kevin, os país de cada um dos quatro amigos, os Serpentes, os Blossons, entre muitos outros personagens, que mostram o quão bem escrito foi o roteiro.

Mesmo sendo até um pouco repetitivo, o roteiro surpreende a cada episódio, dando revelações que não é de esperar dos fatos apresentados ao longo da temporada. O problema mesmo é a falta de experiência dos atores, em uma série de drama principalmente, o essencial para passar emoção ao público, é a boa atuação do elenco, porém, a CW escolheu um elenco muito jovem, que não está acostumado com certos tipos de cenas.

A única exceção é Cole Sprouse, o ator realmente se dedicou e estudou o personagem, o que lhe deu um potencial e criou sua própria característica ao personagem. O elenco de suporte é formado por grandes nomes também que junto de Cole tem ótimas atuações em praticamente todos os episódios, entre eles Mädchen Amick como Alice Cooper, Luke Perry como Fred Andrews e Skeet Ulrich como FP Jones.

Em quesitos mais técnicos, a CW acertou muito na trilha sonora de Riverdale. A cada episódio uma trilha sonora é muito bem escolhida, uma mistura de músicas mais antigas com as mais atuais, em melodias escolhidas especialmente para expressarem tudo o que está acontecendo em tela. As originais feitas por Blake Neely também são extraordinárias. A direção é simples, não tendo de super inovador mas sendo bem feita dadas as circunstâncias.

Riverdale consegue trazer alguma novidade dentro da CW e suas séries adolescentes depois de tantos fracassos. A série tem uma ótima trama e personagens com muito carisma que podem e irão crescer de uma maneira que ninguém imagina. Já renovada para uma segunda temporada, tudo o que todos podemos esperar é uma temporada melhor que essa primeira, que além de ter uma trama mais profunda graças aos fatos da Season Finale, nos proporcione o já aguardado sobrenatural prometido pelos produtores, continuando uma revolução e o principal, algo novo dentro da emissora!

Veja mais sobre Séries

Luiz Gabriel
por

Luiz Gabriel

Gamer desde sempre, joga qualquer coisa sendo de esportes até o casual FPS. Também gosta de filmes e séries - principalmente Game of Thrones e Breaking Bad.

Recomendamos para você