Escolha uma Página

AI O AMOR…

Comédias românticas estão entre os filmes mais assistidos no mundo. As produções de caráter geralmente leve, ainda estão entre as opções preferidas do público. Em pleno ano de 2019, produções do gênero surgem a cada mês, com os mais diferentes personagens, histórias e desfechos. Entre eles, poucos conseguem surpreender ou entregam algo não previsível, afinal, comédias românticas sempre culminam em um final feliz. Resgate do Coração, mais novo lançamento da Netflix, não é diferente.

O longa traz todos os clichês que o gênero exige. Temos um canal belíssimo, muito diferente, separados por milhares de quilômetros e vivendo as vidas mais distintas possíveis. Por um acontecimento do destino, Kate e Derek se encontram em um safári africano. E como toda comédia romântica, logo sabemos que o casal ficará junto no final. Mesmo que não surpreenda, Resgate do Coração consegue agradar. O filme é fofo, com uma fotografia incrível, um cenário maravilhoso e elefantes adoráveis para fugir da mesmice.

Kate

Kate Conrad (Kristin Davis) acreditava ter a família perfeita. Morando em um apartamento de classe alta em Nova York, ao lado do marido e do filho, suas preocupações se restringiam a almoço com as amigas e fotos para o cartão de Natal. Quando o filho resolve ir para a faculdade, Kate planeja uma viagem a Zâmbia com o marido. O que era para ser uma segunda lua de mel se transforma no pesadelo da moça. O marido pede o divórcio e sai de casa, sem a mínima explicação.

Disposta a não perder a viagem, Kate embarca para a África buscando fugir da cidade cosmopolita. Quando ainda pensava em ir com o marido, reservou um hotel cinco estrelas em meio ao deserto africano. O contraste com a vida da cidade e o lugar onde Kate se hospeda é evidente.

Enquanto muitos caminham descalços, com baldes de água na cabeça, sua viagem envolve a estadia em um hotel luxuoso. Ou ao menos era o que imaginava. Após cruzar com um filhote de elefante órfão, ela acaba em um gigantesco Santuário para Elefantes. E o que eram dias, se transformam em semanas.

Derek

A chegada de Kate ao santuário vira seu mundo de cabeça para baixo. Responsável por levar turistas pelo safári africano, comete o erro de julgar a moça prematuramente. Derek (Rob Lowe) certamente não esperava que a figura cosmopolita vinda de Nova York se adaptaria tão bem a simplicidade do lugar. Aos poucos, ele se aproxima cada vez mais, sabendo que nada irá acontecer. Por que uma moradora da cidade grande iria ficar em um lugar como aquele?

Resgate do Coração

Voltando aos clichês de comédias românticas, não é difícil imaginar o desenrolar da produção. Em meio a paisagem belíssima do deserto africano, as diferenças entre o casal são deixadas de lado e a forma como o relacionamento é construído, aos poucos, é a grande chave do filme. Tudo acontece de forma óbvia e previsível, mas ainda agrada. O pequeno conto de fadas narrado, embora pareça inalcançável, se desenrola de forma orgânica e simples. Nos pegamos torcendo para Kate e Derek, mesmo sabendo o que irá acontecer.

Não há nada complexo ou mensagens escondidas em Resgate do Coração. O filme é claro, curto e dura o tempo necessário para criar no público o sentimento romântico de filmes de Hollywood. Aos mais céticos, é ainda possível acreditar no amor durante os 90 minutos. Rob Lowe e Kristin Davis entregam uma química incrível, desenvolvendo muito bem seus personagens. Sem grandes surpresas ou exigência dos atores, eles são o que a produção precisa que sejam.

Resgate do Coração é mais uma comédia romântica da Netflix, sem destaques, mas com certeza sem defeitos.

Resgate do Coração já está disponível na Netflix.