O título é interessante, logo depois que eu o escolhi, fiquei pensando sobre o preconceito que existe em torno dos relacionamentos virtuais, será que eles são mais trágicos e complexos do que os relacionamentos ao vivo? Cheguei à conclusão de que não, até porque, são duas pessoas do mesmo jeito e, por mais que virtualmente corra-se o risco de cair em um golpe, quem disse que aquela mesma pessoa não seria capaz de mentir em igual proporção em um bate papo na mesa do bar? Pois é, foi isso que nossa leitora X (vou ter que chamá-la assim para evitar maiores exposições e retaliações) passou na última semana e, indignada que ainda existam pessoas tão ruins no mundo, resolveu desabafar com a gente!

Primeiro vou contar a história da leitora X para vocês (os trechos que vou colocar aqui no post são os originais do e-mail dela):

Eu tenho dificuldades para conseguir namorado, apelo para a internet para ver se dá certo. Já entrei em vários chats e uma amiga me indicou o POF (www.pof.com.br), para ver se de repente encontrava alguém por lá. Comecei a conversar com alguns rapazes, que acabaram ficando pelo caminho, principalmente quando eu falava que eu sou gordinha, mas até aí, tudo bem, ninguém é obrigado a gostar do meu tipo físico. Em agosto eu conheci um moço pessoalmente, mas também não deu certo. No dia 10 de setembro, um rapaz acessou o meu perfil, e quando acontece isso, o POF manda um e-mail falando que a pessoa está interessada em te conhecer. Fui ver, gostei dele e começamos a conversar. Aí é aquela conversa padrão de quantos anos, o que você procura e tudo mais.

Ele acabou me falando que tem 28 anos, mora sozinho porque os pais faleceram (o pai quando ele tinha 14 e a mãe quando ele tinha 19) e que queria um relacionamento sério. Nos adicionamos no Skype, conversávamos todos os dias, praticamente o dia inteiro, menos à noite, pois ele falou que a Vivo ainda não tinha instalado a internet e que o celular estava quebrado. No começo eu desconfiei, mas como ele foi me contando coisas do cotidiano, que ele estava saindo à noite pra procurar uma casa, foi mostrando que gostava de mim, então, eu e algumas amigas acreditamos que era sério mesmo. Fomos conversando e aprofundando os laços cada vez mais, e eu, que sempre danço conforme a música toca, fui começando a gostar dele, e ontem, pedi para nos encontrarmos. Ele até tinha falado que sim, que iríamos em um shopping no domingo e tal, mas hoje de manhã, eu estava com o Skype conectado ele me mandou o seguinte recado:

– Olha, eu sei que o que eu vou dizer vai ser ruim, mas estou enganando você e enganando a mim mesmo… eu não gosto de você da maneira que eu disse que gostava, na verdade eu estou mentindo com relação a tudo o que disse. Eu inclusive namoro e acho que percebi que não devo brincar com essas coisas… pode me odiar pra sempre, eu realmente não mereço nada nem de você e nem de ninguém… desculpa tenha uma ótima vida e boa sorte.

Pedi para conversar com ele e ele já havia me excluído do Skype. Fui ao POF e ele me bloqueou. Estava conversando com uma amiga e ela me sugeriu fazer uma conta Fake para ‘zoarmos’ ele, eu fiz e comecei a conversar com ele. Para a “Milena”, ele já disse que estava há 1 mês sozinho (sendo que pra mim ele falou que era 5 meses) e para ela, ele falou que a mãe tinha morrido quando ele tinha 17 (enquanto que para mim, foi com 19) e eu só não continuei conversando com ele, porque eu denunciei ele pro POF e o POF deletou a conta dele, mas se não fosse isso, seria a mesma coisa que foi comigo.

Eu resolvi compartilhar essa história da nossa leitora, por mais que seja uma coisa muito pessoal, porque fico impressionada que ainda existam pessoas ruins assim, as vezes a menina, ou o rapaz (porque isso acontece com homem também), tem certa dificuldade em conversar, tem uma timidez sem fim, ou problemas de relacionamentos sociais mesmo. E, nem por isso, merecem passar por isso de golpe psicológico. O mais legal de tudo é que o sistema de site de relacionamento que a leitora usou, deu ouvidos a ela e teve a responsabilidade de excluir o perfil dele, o que mostra, pelo menos, que o serviço é bem sério.

Você conhece alguém que tenha passado por alguma coisa ou você mesmo já passou por uma situação como essa? Conte aqui como aconteceu e o que acha dessa história de nossa leitora! É revoltante essa falta de respeito, não acham? Um beijo para a nossa leitora e que ela consiga encontrar logo seu príncipe encantado da vida real, que a leve ao cinema toda semana e diga que a ama muito! 😉

Compartilhe: