Doutor Estranho é um personagem  do Universo Marvel dos quadrinhos super mega importante, simplesmente porque ele é o Mago Supremo da Terra e é o encarregado de defender o planeta de criaturas mágicas praticamente sozinho. O longa que estreou a pouco tempo traz  Benedict Cumberbatch  como Stephen Strange um incrível, cético e arrogante médico que acaba passando por um infortúnio e virando mago. A premissa pode lembra o Homem de ferro, mas doutor estranho traz um personagem pouco conhecido em um cenário cheios de elementos psicodélicos, você não percebeu as referencias?

Interstellar Overdrive

A primeira faixa do disco de estreia do Pink Floyd, de 1967, é uma viagem instrumental de quase 10 minutos de duração. E funciona, especialmente no início, como trilha para marcar a tensão da cena que leva à transformação do médico Stephen Strange no Doutor Estranho.

 

A saucerful of secrets

Pink Floyd não poderia faltar no fiilme, dado o histórico da banda com o Dr Estranho: ele é citado na música ‘Cymbaline’ e um quadrinho da revista ‘Strange Tales #158’ de 1967, se funde a outras imagens psicodélicas na capa de ‘A saucerful of secrets’.

A origem 

Nas cenas de luta são comuns os corredores, prédios, ruas e quarteirões desconstruídos, , modificando orientação e gravidade, algo já feito por Christopher Nolan em ‘A origem’.

M.C. Escher

Muitos também vão associaras as cenas as construções impossíveis e loops infinitos nos desenhos de M. C. Escher.

As portas da percepção

Stan lee faz sua participação obrigatória no filme, ele criou o Doutor Estranho em 1963, junto com Steve Dikto. Dessa vez aparece num ônibus, lendo ‘As portas da percepção’, clássico de Aldous Huxley muito influente na contracultura nos anos 1960.