O primeiro filme de terror da história!

O primeiro filme de terror da história!

Nós somos apresentados a filmes de terror desde a infância, passando pela adolescência – momento em que nossas mães costumam nos proibir de ver esses filmes, principalmente durante a noite. E, sinceramente? O primeiro filme de terror, realmente, a gente nunca esquece. Geralmente foi aquele que nos fez perder o sono, imaginar coisas, sentir arrepios… E muito mais!

Não existe uma simples teoria que comprove porque os filmes de terror nos deixam tão atordoados, porque eles mexem tanto com nosso psicológico, afinal, são apenas imagens que sabemos que não passam de pura ficção. Mas nossa mente prega peças e ela viaja muito, chegando até mesmo a acreditar que tudo o que estamos vendo e sentindo é muito real. Tanto que nos apegamos aos personagens e torcemos desesperadamente por sua sobrevivência e, sem nem perceber, começamos a interagir com a TV, cinema ou computador gritando coisas como “sai daí”, “por aí não”… como se fosse ajudar…

Nosso coração acelera quando tudo fica em silêncio e começa aquela música que sabemos que, ao qualquer momento, vai aparecer alguém ou alguma coisa e vamos ficar com muito, mas muito medo mesmo. Parece que seremos a próxima vítima até… Há muitas décadas que os filmes de terror produzem esse tipo de efeito nas pessoas, mas assim, como tudo começou? Qual o primeiro filme de terror oficialmente registrado na história? Para quem acha que o primeiro filme de terror foi o Frankenstein, está muito enganado.

Em 1886, o francês Georges Méliés criolu um curta de terror intitulado “Le Manjor du Diable”, mas como, na época, não existia muito recurso, os filmes eram produzidos através de uma câmera que começava a gravar a partir do movimento de uma manivela, tudo era em preto e branco e o enredo nem era lá essas coisas. A história contava sobre um demônio que fazia suas artes malignas  dentro de seu Manior, uma espécie de castelo. Hoje em dia, se você assistir ao filme, talvez se pergunte se é mesmo de terror e caia na gargalhada… Mas, naquela época, ver um demônio assim era muito impactante, porque as pessoas imaginavam imagens, mas ao visualizá-las, o medo se tornou mais palpável. A partir daí, outros filmes foram criados, claro, mas quem deu o ponta pé foi esse carinha aí 😉

Arthecia Ferreira
por

Arthecia Ferreira

Fã incondicional dos Simpsons, só tenho Iron Maiden na playlist, incluindo meus dois álbuns favoritos, que são: The Final Frontier e The Boook of Soul! Sou a favor de Pizza hoje, Pizza amanhã, Pizza sempre!

Recomendamos para você