Post Crossing

-por , em 23/02 -
Post Crossing

Você se lembra do hábito de enviar cartões postais? Quando aquele amigo ou parente fazia uma viagem diferente e lhe mandava uma lembrança, uma notinha do local, na forma de imagens num papel cartão?

Você pode me dizer: “ah, isso já era! Em tempos de email e internet, por que eu faria isso?”.

Bem, devo concordar com você, compartilhar uma foto ou vídeo via email ou rede social É a forma mais pratica de mostrar aos amigos e parentes o que você encontrou de tão divertido em sua viagem. Mas, no mundo moderno, ainda existe sim, lugar para os antigos postais!

Existe um site, especialmente feito para pessoas que os colecionam, chamado Post Crossing. Possui mais de 457 mil cadastros de 215 países diferentes e prega a troca de postais entre as pessoas.  Os russos lideram por lá, sendo mais de 50 mil inscritos e correspondendo a cerca de 11% dos participantes do jogo.

Você até pode acompanhar em tempo real a movimentação da troca de endereços entre os postcrossers (assim são chamados os usuários). É realizada, em media, uma troca de 1390 endereços  por hora!

Para participar, basta se cadastrar e clicar em “send a postcard”. O sistema irá realizar um sorteio e enviará o endereço para seu email. Ai é com você! O próximo passo é ir até os Correios, escolher um belo postal, e enviar a pessoa sorteada.

Mas, e se eu não mandar o postal? Quem vai saber? Bem, junto ao endereço, o sistema envia um código, que deve ser escrito no postal. Quando a pessoa sorteada o recebe, ela cadastra no site o código e só então você ficará disponível para receber um postal.

A maioria das pessoas que utilizam a pratica o faz para colecionar postais diversos e fazer contatos pelo mundo. Um exemplo aqui mesmo, no Brasil, é Ralf Naure, que é um dos 7.340 brasileiros que usam o Post Crossing. Residente em Mogi das Cruzes, na região metropolitana da capital paulista, conheceu o Post Crossing em 2007. Na época, ele colecionava figurinhas e buscava outro hobby do mesmo tipo. Hoje, acumula cerca de três mil cartões. “É fascinante, porque o cartão postal viaja o mundo inteiro até chegar a nossas mãos. É uma maneira de conhecer novas culturas, pessoas, lugares”, declara Raul.

postcrossing

E ai? Que tal testar a brincadeira? Eu certamente irei!

Luciana Fogo
por

Luciana Fogo

Chocólatra assumida, sou também uma viciada em livros e totalmente capaz de virar a noite com uma boa história! Mas o meu maior amor é ter INFORMAÇÃO! Pergunte que eu descubro!

Recomendamos para você