Detestar é um termo muito forte? Ok, então. Porque nós não conseguimos gostar então de telemarketing? Gente, é tudo muito simples. Se uma mosca pousar no seu nariz e ficar zumbindo e futucando sua pele, dando coceirinha, você vai gostar? Claro que não. A lógica é mais ou menos essa. Só que muito pior! 😐

 

Cara, me desculpe o pessoal que trabalha com telemarketing, mas é realmente muito chato você conversar com um ser humano que tem síndrome de robô, que é instruído a não dizer nada com nada para te agradar, que simplesmente cumpre um protocolo de atendimento só para satisfazer a lei que exige que toda empresa tenha um SAC. Isso é chato. Isso é maluquice. E isso não é SAC. Toda vez que preciso entrar em contato com alguma empresa, fico meditando antes por algumas horas para não me estressar no primeiro “ok senhora, vou lhe transferir para a pessoa responsável por este assunto“.

 

Parece exagero da minha parte, mas acreditem, quem já passou algumas boas horas tentando cancelar um cartão de crédito ou uma assinatura de TV sabe do que eu estou falando. A incapacidade de ajudar qualquer um que precise humanamente de um help é incrível. Eles te enrolam, ficam em silêncio, fazem sua ligação cair, te zoam quando colocam a ligação no mudo [nem adianta desmentir, porque uma vez uma operadora de tlmkt me disse que estaria no mudo e esqueceu de apertar o botãozinho, eu ouvi tudo], enfim, não querem falar com você. Será que as empresas utilizam as gravações das ligações para avaliar o comportamentos de seus funcionários de telemarketing? Me responda quem souber, porque se não usam, deveriam…

 

O melhor de todos os telemarketings é o ativo, aquele que te liga oferecendo a melhor proposta do mundo de aquisição de algum serviço, com um tom de voz mais empolgado do que o do Jovem Nerd no Nerdcast. Cuidado com eles! Se você estiver desatento ou em um dia de carência máxima, é capaz de ser facilmente enrolado e levado a gastar mais R$ 49,90 por mês. E sabe  o que é pior? Eles não gostam de receber “não” como resposta, alguns ficam até mal humorados e passam a te tratar mal nos últimos minutos de ligação. Essas pessoas não tiveram infância? Nunca receberam um “não” na vida? Gente, isso faz parte do processo de aprendizado, evoluam!

 

Ok, isso tudo parece besteira, visto de um ponto de vista do mundo cor de rosa de Pollyanna, mas acreditem, a maioria dos infartos atuais são originados em ligações de telemarketing [mentira] e isso é perigoso mesmo! 😉 Vamos pensar com calma, o que fazer para esta realidade mudar? Simples, faça como eu, não utilize mais o telemarketing das empresas a menos que seja extremamente necessário. Como alternativa saudável, acesse os sites das empresas e envie um e-mail, converse com o atendente virtual ou leia as dúvidas mais frequentes para solução de problemas. Sua vida será muito mais feliz e saudável desta forma, vai por mim! 😉