Você já parou para se perguntar o por quê de gostarmos tanto de filmes de terror? Pagamos um ingresso de cinema para sentar em uma cadeira e morrer de medo ou tensão por prováveis duas horas. Não seria melhor ver um filme de comédia ou romance, no qual ao menos sairíamos da sala felizes? A resposta é óbvia: claro que não.

Em cada nova cena sabemos que a possibilidade de levar um susto é grande. Muitas vezes cobrimos os olhos ou nos escondemos embaixo da coberta, apenas para não ver algo que nós mesmos decidimos assistir. Produções como O Exorcista e Atividade Paranormal renderam milhões de dólares de bilheteria. O segundo filme da franquia It: A Coisa, beirou meio bilhão de dólares, enquanto o primeiro volume da série chegou a 700 milhões. É inegável o fato de que o público ama filmes de terror, mas por que?

Ciência ?

O prazer e o humor estão relacionados a um pequeno neurotransmissor chamado Dopamina. Graças a ela sentimos prazer ao presenciar um momento de tensão, seguido de alívio. A sensação de mistério e a curiosidade de descobrir o que acontecerá no final predomina sobre o medo momentâneo de monstros e assassinos.

De acordo com a ciência, crianças começam a ter pesadelos com 3 anos de idade, uma vez que os medos começam a ser desenvolvidos. Anos depois, ser aceito na sociedade envolve não temer determinado assunto, como insetos ou o escuro, por exemplo. A pressão feita pelo grupo social corrobora em um aumento ainda maior do medo, que passa a ser reprimido ao invés de trabalhado.

As crenças de cada indivíduo também serão de vital importância para determinarmos o medo ou não de algo. Uma pessoa claustrofóbica, por exemplo, sentirá pavor em uma simples cena de caverna. Quem tem medo de palhaços não conseguirá ver It: A Coisa de forma tranquila, enquanto aqueles que temem tubarões sentirão nervoso até mesmo diante de Sharknado.

O medo

Temos a tendência em temer tudo aquilo que desconhecemos e nos tira de nossa zona de conforto. Não é por acaso, por exemplo, que ficamos nervosos diante de uma prova ou uma entrevista de emprego. Tudo pode acontecer naquele momento, assim como em uma cena de um filme de terror não previsível. O susto, inclusive, consiste de um “sentimento biológico que ocorre quando uma pessoa vê ou ouve algo inesperado. É uma reação do corpo humano contra possíveis ameaças, que resulta no lançamento do hormônio adrenalina na corrente sanguínea.”

Ao longo dos anos, alguns símbolos foram começando a ser relacionados ao medo. Vampiros, lobisomens, fantasmas e zumbis são em sua maioria predominantes em produções de terror ou humor negro. O medo de bruxas vem da Idade Média, quando a Igreja Católica implantou a caça as bruxas, ou simplesmente mulheres que estudavam teorias espirituais e realizavam “magia”.

Como não sentir?

A resposta para essa pergunta ainda não foi desvendada. Existem pessoas extremamente corajosas, que lidam com produções de horror com facilidade. Mas podemos dizer, com veemência, que o único método para não sentir medo é simplesmente não viver. Estamos suscetíveis a temer algo apenas pelo fato de nos apaixonarmos por alguém. O medo de perder alguém é um dos mais frequentes dentro da sociedade e é gerado pelo fato de nos deixarmos cativar.

O medo existe e senti-lo pode ser mais prazeroso do que parece.

LEIA MAIS SOBRE FILMES

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x