Daybreak chega a Netflix com a promessa de ser uma mistura de Mad max, Zumbilandia e Curtindo a vida adoidado. Na nova Série você acompanhará Josh Wheller, um Jovem que não se encaixa em grupos, que decide ir em busca de sua “namorada” Sam Dean que desapareceu durante o apocalipse. Ele curte muito o apocalipse e conseguiu sobreviver sem riscos os 6 primeiros meses seguindo regras que ele mesmo criou, até que precisa quebrar uma delas…

Tivemos a oportunidade de entrevistar o elenco e produtores durante a NYCC e saber a lição que o espectador pode levar do show pra vida:

“Acho que uma das mensagens mais fortes é que você não tenha uma família muito próxima, ou muitos amigos, você sempre vai encontrar alguém que vai te ajudar, não importa o que aconteça com você. A mensagem é, fique perto de pessoas que te ajudam e apoiam, faça com que fiquem sempre em sua vida.”

Quando perguntados se haveria uma 2ª temporada, brincaram se deveriam ou não estar falando sobre o assunto, em seguida, responderam:

“Não sei se poderíamos estar falando isso, mas estamos escrevendo a segunda temporada. Temos muito mais a ser explorado, mas do que foi na primeira temporada. Nosso público alvo não se restringe a uma idade, a série é para todas as pessoas. A cada episódio queremos mostrar a imprevisibilidade, não sabemos onde queremos chegar, nem o público. A idéia de um mundo pós apocalíptico e o ensino médio é algo que me remete a flashbacks, a ideia é tornar o público próximo dos personagens, mostrando quem eles eram e o que eles se tornaram. E acho que o importante é que apesar das mudanças eles mantém sua essência, sua personalidade.” 

A comédia apocalíptica tem Aron Eli Coleite como Co-Criador e Matthew Broderick como diretor e promete te surpreeder.

Daybreak tem 10 episódios e já está disponível na Netflix