A iniciativa de diversidade e inclusão tem sido um grande foco para o Oscar nos últimos anos. A prova disso é a iniciativa criada tempos atrás com o objetivo de diversificar e aumentar os sócios da Academia.

Ontem (08 de setembro), a Academia anunciou uma nova mudança. Como parte da iniciativa Academy Aperture 2025, novos padrões de representação e inclusão foram apresentados para garantir a elegibilidade de novas produções prioritárias na premiação.

Para as cerimônias do 94º e 95º Academy Awards, programadas para 2022 e 2023 respectivamente, o estúdio enviará um formulário confidencial de Padrões de Inclusão da Academia para considerar as produções de ‘melhor filme’. A partir de 2024, no 96º Academy Awards, um filme inscrito na categoria de melhor filme precisará atender, pelo menos, dois dos novos requisitos apresentados. Ou seja, somente filmes que atendem os requisitos de diversidade estarão elegíveis para a categoria de melhor filme, o maior prêmio da noite do Oscar!

Todas as outras categorias da Academia manterão seus requisitos de elegibilidade atuais. Para categorias como longa-metragem de animação, longa-metragem documental e longa-metragem internacional, novas regras serão abordadas separadamente.

Por vários anos, a Academia lutou para nomear filmes que sejam diversos em seu elenco e por trás das câmeras. Na premiação de 2016, quando nenhum negro recebeu indicação, Cheryl Boone Isaacs, que era presidente da Academia na época, tomou uma atitude histórica ao se comprometer a dobrar a diversidade nas indicações, até 2020, o que tem conseguido fazer!

Veja abaixo os novos padrões a serem seguidos:

PADRÃO A – Representação na tela, temas e narrativas.
Para atingir o Padrão A, o filme deve atender a (pelo menos) UM dos seguintes critérios:

A1. Principal Ator / Coadjuvante

Pelo menos um dos atores principais ou atores coadjuvantes significativos é de um grupo racial ou étnico sub-representado.

• Asiático
• Hispânico / latino-americano
• Negro / Afro-americano
• Indígena / Nativo americano / Nativo do Alasca
• Oriente Médio / Norte da África
• Havaiano nativo ou outro insular do Pacífico
• Outra raça ou etnia sub-representada

A2. Elenco geral

Pelo menos 30% de todos os atores em papéis secundários são de pelo menos dois dos seguintes grupos sub-representados:

• Mulheres
• Grupo racial ou étnico
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

A3. Enredo principal / Tema

O(s) enredo(s) principal(is), tema ou narrativa do filme são centrados em, pelo menos, um(s) grupo(s) sub-representado(s).

• Mulheres
• Grupo racial ou étnico
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

PADRÃO B – Liderança criativa / Equipe de Projeto.
Para atingir o Padrão B, o filme deve atender a (pelo menos) UM dos critérios abaixo:

B1. Liderança criativa e chefes de departamento

Pelo menos dois dos cargos de liderança criativa e chefes de departamento (diretor de elenco, cineasta, compositor, figurinista, diretor, editor, cabeleireiro, maquiador, produtor, desenhista de produção, decorador de cenário, som, supervisor de efeitos visuais, escritor) são do seguintes grupos sub-representados:

• Mulheres
• Grupo racial ou étnico
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

Pelo menos uma dessas posições deve pertencer ao seguinte grupo racial ou étnico sub-representado:

• Asiático
• Hispânico / latino-americano
• Negro / Afro-americano
• Indígena / Nativo americano / Nativo do Alasca
• Oriente Médio / Norte da África
• Havaiano nativo ou outro insular do Pacífico
• Outra raça ou etnia sub-representada

B2. Outras funções importantes

Pelo menos seis outras equipes e cargos técnicos (excluindo Assistentes de Produção) são de um grupo racial ou étnico sub-representado. Essas posições incluem, mas não estão limitadas a Primeiro AD, Gaffer, Supervisor de Script, etc.

B3. Composição geral da equipe

Pelo menos 30% da equipe do filme é dos seguintes grupos sub-representados:

• Mulheres
• Grupo racial ou étnico
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

PADRÃO C – Acesso e oportunidades da indústria.
Para atingir o Padrão C, o filme deve atender (obrigatoriamente) a AMBOS os critérios abaixo:

C1. Aprendizagem remunerada e oportunidades de estágio

A distribuidora ou financiadora do filme pagou jovens aprendizes ou estágios nos seguintes grupos sub-representados:

• Mulheres
• Grupo racial ou étnico
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

C2. Oportunidades de treinamento e desenvolvimento de habilidades (equipe)

A empresa de produção, distribuição e/ou financiamento do filme oferece oportunidades de treinamento e/ou trabalho para o desenvolvimento de habilidades para pessoas dos seguintes grupos sub-representados:

• Mulheres
• Grupo racial ou étnico
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

PADRÃO D – Desenvolvimento do Público.
Para atingir o Padrão D, o filme deve atender ao critério abaixo:

D1. Representação em marketing, publicidade e distribuição

O estúdio e/ou empresa de cinema tem vários executivos internos dentre os seguintes grupos sub-representados em suas equipes de marketing, publicidade e/ou distribuição.

• Mulheres
• grupo racial ou étnico:
• Asiático
• Hispânico / Latinx
• Preto / Africano americano
• Indígena / Native American / nativos do Alasca
• Oriente Médio / Norte Africano
• Nativo do Havaí ou outra Ilha do Pacífico
• Outros raça sub-representados ou etnia
• LGBTQ +
• Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdos ou com deficiência auditiva

O que acharam das novas regras? Viver é incluir e inclusão é para TODOS!

Devido à pandemia do COVID-19, o Oscar estendeu o ano de elegibilidade de 2020 até 28 de fevereiro de 2021. A cerimônia do 93º Oscar está programada para ocorrer no domingo, 25 de abril.