Vi essa lista no site do IG e precisei ler, curtir, compartilhar e ainda dar meus pitacos aqui sobre ansiedade e antecipação de temas né? Tudo bem que a lista é válida, a maioria das produções está contando com diretores, roteiristas e atores fantásticos, e com certeza terminarão na lista mesmo do próximo ano, mas gente… A cadeira do Oscar nem esfriou ainda, a maioria dos filmes ainda nem foi lançado, como assim #peloamordedeus?

Para começar, a ansiedade parte mesmo é de Hollywood, que já marcou a data da premiação do próximo ano, será em 22 de fevereiro de 2015. Daí começa a corrida maluca por patrocínio, divulgação, puxa saquismo e tudo o que rola com relação aos filmes que querem brilhar aos olhos da academia. São 6 mil membros para conquistar o voto, então o trabalho precisa começar o mais cedo possível, tipo hoje.

Veja abaixo os 12 filmes que podem, vejam bem, estou dizendo que podem, ser indicados ao Oscar 2015! E já prepare sua carteira para ir ao cinema este ano com bastante intensidade, porque só tem filmaço para estrear nas telonas.

BIG EYES – TIM BOURTON

big eyes

Tim Burton conta a história real do casal de pintores norte-americanos Margaret e Walter Keane, que tiveram um duro divórcio e travaram uma batalha legal para decidir a autoria de algumas obras. Dois queridinhos da Academia são os protagonistas: Christoph Waltz, duas vezes ganhador do Oscar, e Amy Adams, que já foi indicada cinco vezes. Quem viu o filme, que ainda não tem previsão de estreia, disse que a atriz está excelente no papel e pode finalmente levar o prêmio.

BOYHOOD – RICHARD LINKLATER

Boyhood

Um dos filmes mais comentados do Festival de Sundance, deu a Richard Linklater o prêmio de melhor diretor no Festival de Berlim. O projeto, um dos mais pessoais do diretor, chama a atenção já pela proposta: foi filmado em 39 dias, mas durante 12 anos, acompanhando o crescimento de um menino dos 5 aos 18 anos. Assim, o ator Ellar Coltrane envelhece na tela como na vida real. O burburinho diz que Linklater fez um trabalho emocionante e original. Sem previsão de estreia no Brasil.

FOXCATCHER – BENNET MILLER

Foxcatcher

O longa de Bennett Miller, o mesmo de “Capote” e “O Homem que Mudou o Jogo”, era considerado um dos possíveis candidatos ao Oscar que passou, mas a estreia acabou ficando para este ano (e ainda não tem data certa nos EUA e no Brasil). A grande expectativa é pela atuação de Steve Carrell como John du Pont, herdeiro da fortuna da família du Pont e portador de esquizofrenia. No elenco, Mark Ruffalo e Channing Tatum.

GET ON UP – TATE TAYLOR

Get On Up

Cinebiografias costumam fazer sucesso no Oscar, e uma das mais aguardadas do ano é a do músico James Brown (1933-2006). O papel principal ficou para Chadwick Boseman, que chamou a atenção de Hollywood como protagonista de “42: A História de Uma Lenda”, e a direção é de Tate Taylor, de “Histórias Cruzadas”. Nos EUA, o filme estreia em 1º de agosto. No Brasil, não há previsão.

GONE GIRL – DAVID FINCHER

Gone Girl

A força do filme na corrida pelo Oscar começa no fato de ser adaptação do best-seller “Garota Exemplar”, de Gillian Flynn, que narra o desaparecimento de uma mulher no dia de seu aniversário de casamento. O protagonista é Ben Affleck, um ator cuja carreira ganhou novo fôlego após “Argo”, ganhador do Oscar 2013. A direção ficou com David Fincher, duas vezes indicado ao Oscar. O filme estreia em 2 de outubro no Brasil.

THE GRAND BUDAPEST HOTEL – WES ANDERSON

The Grand Budapest Hotel

Ganhador do grande prêmio do júri no Festival de Berlim, o filme de Wes Anderson terá de manter o burburinho durante o ano. Ralph Fiennes pode receber a terceira indicação ao Oscar pelo papel de um famoso recepcionista que corteja viúvas loiras octogenárias em um hotel alpino de um imaginário país da Europa Central nos anos 1930. O elenco também inclui Bill Murray e Tilda Swinton. Estreia no Brasil em 3 de abril.

THE IMITATION GAME – MORTEN TYLDUM

The Imitation Game

Dirigido por Morten Tyldum, o filme tem produção de Harvey Weinstein, conhecido por não economizar esforços e dinheiro nas campanhas pelo Oscar. A ambientação na Segunda Guerra Mundial também costuma agradar a Academia, bem como histórias reais. Benedict Cumberbatch interpreta Alan Turing, matemático britânico que decifrou códigos nazistas e foi perseguido por ser homossexual. Sem previsão de estreia.

INHERENT VICE

Inherent Vice

Paul Thomas Anderson já recebeu cinco indicações para o Oscar, mas nunca levou um para casa. Isso pode mudar com o aguardado “Inherent Vice”, filme no qual retoma a parceria com Joaquim Phoenix. O ator interpreta Larry “Doc” Sportello, um detetive que investiga o desaparecimento da ex-namorada na Los Angeles dos anos 1970. Estreia em 14 de dezembro nos EUA, sem previsão no Brasil.

INTERESTELLAR – CHRISTOPHER NOLAN

Interstellar

O celebrado diretor Christopher Nolan, indicado a três Oscar, dá um tempo dos filmes de super-heróis e se dedica à ficção científica sobre um grupo de pessoas que consegue superar limitações humanas e viajar no tempo. O elenco é comandado por Matthew McConaughey, vencedor do Oscar deste ano e ator mais quente de Hollywood, e também tem Anne Hathaway e Jessica Chastain. Estreia em 6 de novembro no Brasil.

INTO THE WOODS – ROB MARSHALL

Into the Woods

Maior campeã de indicações entre atores e atrizes, Meryl Streep pode disputar o Oscar pela 19ª vez por esta adaptação do premiado musical da Broadway. Produzido pela Disney e dirigido por Rob Marshall, de “Chicago”, o filme conta a história de um casal sem filhos que tenta reverter o feitiço de uma bruxa, interpretada por Streep. Estreia em 1º de janeiro no Brasil.

JERSEY BOYS – CLINT EASTWOOD

Jersey Boys

Outro musical muito aguardado, e também sucesso na Broadway, é o que conta a história de Frankie Valli e o grupo Four Seasons. A história não parece combinar muito com o diretor Clint Eastwood, mas ele já surpreendeu outras vezes e é sempre um concorrente de peso no Oscar. Como os atores principais serão os mesmos da versão teatral, Clint escalou um ator de peso como coadjuvante: Christopher Walkern, que será um mafioso que foi conselheiro do grupo. Estreia em 26 de junho.

UNBROKEN – ANGELINA JOLIE

unbroken

A direção de Angelina Jolie e o roteiro dos irmãos Joel e Ethan Coen já são suficientes para transformar o filme em destaque. A história inspiracional é do tipo que agrada o Oscar: um retrato da trajetória de Louis “Louie” Zamperini, esportista que deixou as pistas de atletismo para lutar na Segunda Guerra Mundial. A campanha de divulgação do filme já está a todo vapor, com o primeiro trailer divulgado no intervalo da Olimpíada de Inverno. Estreia no Natal nos EUA.

Depois de ver esta lista fenomenal que nos aguarda agora em 2014, só podemos preparar nosso estômago para a quantidade de pipoca que comeremos, nossa carteira para os tickets do cinema e nossa ansiedade para tudo o que veremos de premiações no final do ano e no começo de 2015. Que venham os bons filmes!