E assim começa e termina Orange is the new black!

-por , em 23/06 -
E assim começa e termina Orange is the new black!

Depois de muitos meses esperando, finalmente a segunda temporada da série original da Netflix, Orange is the new black foi ao ar em 6 de junho. Tudo bem que essa forma da Netflix colocar novas temporadas no ar é ótima, mas complicada para algumas pessoas. Nós só conseguimos assistir (enfiados em uma maratona) neste último final de semana e já posso adiantar para quem ainda não conseguiu ver que valeu muito a pena! A série continue tão fantástica como quando começou, menos focada na vida de Piper Chapman e mais aberta às histórias das outras prisioneiras. Podemos ver que, provavelmente, Jenji Kohan recebeu mais incentivo nessa segunda temporada, a produção está muito melhor.

A segunda temporada já começou chocando os fãs da falsa segurança de Piper Chapman. A nossa mocinha-bandida favorita já foi, de cara, sendo enviada para uma prisão mista, sem muitas explicações, para participar do julgamento do chefão de Alex Vause. Meio tenso o começo, confesso que fiquei meio nervosa com o rumo que teria o seriado depois disso. Mas o segundo episódio veio exatamente para nos provar que Jenji Kohan pode mudar seus caminhos, mais nunca sua sutileza ao começar e terminar uma temporada. A história veio para ficar, para conquistar os céticos de antes que diziam ser apenas uma fulera adaptação do livro de mesmo nome. Não, Jenji pega e faz a contecer!

orange is the new black

Esta temporada mostrou um lado mais humano de todas as prisioneiras, o passado de cada uma das mais importantes e o porque delas estarem hoje, ao lado de Piper, na prisão. Achei interessante ver o erro ingênuo, a parte que ninguém pensa que vai dar errado. A maioria daquelas mulheres acabou se ferrando por causa de algum homem, o que prova que mulher é passional realmente, seja por trabalho, por relacionamento ou por seus filhos. Cada uma mostrou seu lado mais bonito e mais feio também e esse passeio por personalidades, confusões e traumas foi maravilhoso!

Agora, claro, a história terminou um pouquinho diferente, nada quem prenda muito a atenção dos mais dramáticos ou dos que estão em busca de problemas a todo momento. Jenji tem esse modelos de roteiro, quem viu Weeds sabe exatamente o que eu estou falando. Ela tem seus altos e baixos que vai afunilando os verdadeiros fãs dos que estão vendo a série por modismo. Aliás, eu li por aí que Jenji ficou animada de partir de uma série de meia hora por episódio para uma série de uma hora quase. Achei brilhante a evolução e a forma como as histórias e flashbacks estão sendo mostrados. Parabéns novamente!

orange is the new black

Eu não vou dar muitos spoilers do que rola nesta temporada porque a história é diferente da primeira temporada e do que conhecemos da história da verdadeira Piper, então vale muito a pena assistir sem saber nada. Assista, assine Netflix (baratinho gente) e depois comenta aqui o que achou. Eu já estou ansiosa demais pela terceira temporada e animada para saber o que ainda vai rolar na melhor prisão do mundo! <3

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você