Obra de arte que toca o coração: Chef’s Table!

-por , em 20/07 -
Obra de arte que toca o coração: Chef’s Table!

Tiramos algumas horas dos últimos dois dias para assistir ao documentário da Netflix, Chef’s Table e foi uma das decisões mais sábias que já tivemos em nossas vidas. O documentário, dividido em seis episódios (incríveis), conta a história de seis renomados chefs, responsáveis por seis dos 50 maiores e mais importantes restaurantes do mundo. O documentário conta a trajetória de vida real e profissional dos chefs Massimo BotturaDan BarberFrancis MallmannNiki NakayamaBen ShewryMagnus Nilsson através de imagens e relatos incríveis e apaixonantes. Recomendo para todos que amam arte, amam a boa gastronomia e, principalmente, conhecer uma boa história! A Netflix conseguiu fazer uma obra de arte com histórias que são, indiscutivelmente, verdadeiras pedras preciosas da humanidade.

A primeira história contada é do Chef italiano Massimo Battura, um apaixonado por inovação, criatividade e arte, assim como sua esposa que dá, na minha opinião, um dos mais lindos depoimentos do documentário. Massimo é dono do Osteria Francescana e fica em Modena, Itália. Já sabe né? Quando a Itália estiver em seu roteiro de viagem, não esqueça de reservar uma mesa no Osteria e participar de uma experiência “superiormente interessante” (citando Marisa Monte).

A segunda história contada é do Chef americano Dan Barber, um apaixonado pelo mundo sustentável e que, com tudo o que faz e produz, respeita o funcionamento perfeito da mãe natureza. O ritmo de sua história é incrivelmente apaixonante. Dan é dono do Blue Hill Restaurant em Stone Barns, NY, Estados Unidos e, sinceramente? Depois que vemos sua história e tudo o que ele faz questão de defender, nem acreditamos que fica nos Estados Unidos, por conta dos estereótipos bobos mesmo. Por uma humanidade mais saudável e interessada em ajudar o planeta a continuar vivo e lindo!

A terceira história contada é do Chef argentino Francis Mallmann, um espírito livre e apaixonado pelo lado rústico e primitivo da arte de comer e alimentar. Se você tiver a oportunidade de visitar um de seus restaurantes em uma viagem pela Argentina, tenho certeza que vai se apaixonar pela experiência incrível que ele diz oferecer aos clientes. Francis é dono do El Rastaurante Patagonia Sur em Buenos Aires, Argentina e arranca suspiros de quem passa por lá! Não esqueça de fazer sua reserva hein?

A quarta história contada é a da Chef japonesa Niki Nakayama, apaixonada por sua culinária de origem, mas, mais apaixonada ainda por sua vontade de ser livre, diferente e independente. Niki sempre se esforçou para se mostrar superior ao que sua cultura pregava e, além de se tornar uma das maiores chefs do mundo, ainda deu uma grande lição para sua família e país, vivendo a vida como bem deseja! Niki é dona do N/NakaRestaurant em Los Angeles, EUA. Sério, os brasileiros vivem por aquelas bandas, precisamos prestigiar Niki e dar-lhe um grande abraço em agradecimento pela força que teve em toda a sua vida!

A quinta história contada é a do Chef australiano Ben Shewry, responsável por um crescimento profissional admirado pelos maiores críticos do seu país sem perder, em momento nenhum, a humildade e simplicidade de sua forma de pensar. Ben passou por maus bocados em toda a sua carreira e em sua vida pessoal, por isso, faz da dificuldade, sua maior fonte de motivação. Ben é dono do Attica Restaurant em Melbourne, Austrália. Se eu já queria conhecer a Austrália, imagine agora que sei que Ben existe e está lá, toda terça feira, criando experiências maravilhosas para seus clientes?

A sexta e última história contada é a do Chef sueco Magnus Nilsson que, de uma forma extremamente rústica, simples e artística, conta a história da culinária de seu país apenas para 12 pessoas, todos os dias. Magnus é o dono do Fäviken em Järpen, Suécia e, todos os dias, apenas para 12 pessoas, apresenta seus pratos de forma impressionante, depois de forçar seus clientes a fazer uma romântica viagem, cheia de mistérios e fantasias.

Bom, eu ainda estou com o coração batendo mais forte por causa de Chef’s Table, a música, a fotografia, o roteiro, a forma que as histórias são contadas, os artistas-chefs, as comidas… Como faz para continuar vivendo normal depois de ver que esses mestres estão fazendo arte comestível tão longe de mim? Me leva para conhecer esses seis preciosos humanos destino, por favor! 🙂 Se você já curtiu o documentário (ou não), comente aqui embaixo e me diz o que achou, ok? Eu continuo apaixonada aqui! Beijos e fica a dica!! 🙂

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você