Olá Coxinhos, tudo bem? Entre as décadas de 1980 e 1990 aqui no Brasil, pelas Redes SBT e Record, o palhaço Bozo fez bastante sucesso aqui no Brasil. Mas não pense que o privilégio deste programa assustador infantil, ele fez bastante sucesso no mundo inteiro e nasceu, na verdade, nos Estados Unidos. Vem comigo que vou contar um pouquinho da história do palhaço para vocês e também sobre o retorno dele ao SBT.

 

O programa do palhaço Bozo chegou a ser produzido em mais de 240 estações de televisão em 40 países, entre eles, o Brasil, onde se tornou muito popular, sendo exibido pela TV Record (de 1980 a 1981) e pelo SBT (de 1981 a 1991). O comediante Wandeko Pipoca foi escolhido por Larry Harmon, o dono da franquia, para ser o primeiro Bozo brasileiro.

 

A versão brasileira foi iniciativa, claro, de Silvio Santos, que havia até então inaugurado a TV Studios (TVS, atual SBT). O programa foi inicialmente exibido pela TV Record e pelo SBT em conjunto (na época, Silvio Santos era dono das duas emissoras). Bozo se tornou um dos maiores clássicos infantis da televisão brasileira e durou pouco mais de dez anos. Ele estreou dia 15 de setembro de 1980 e sua última transmissão ocorreu em 02 de março de 1991.

 

bozo 1

 

O fim do programa do Bozo foi a inesperada dificuldade para renovar os direitos de licença junto à empresa de Larry Harmon, que cuidava do licenciamento do personagem pelo mundo. Em 21 de maio de 2011, Bozo foi homenageado no Festival SBT 30 anos, em um programa de 75 minutos de duração. Após um período de testes no comando do Bom Dia e Companhia, em 16 de fevereiro de 2013, Bozo estreou seu novo programa, no ar pelas manhãs de sábado do SBT.

 

E é neste ponto que eu queria chegar, apostando todas as fichas de que o carisma do palhaço cativará uma nova geração de telespectadores, a empresa detentora dos direitos (citada acima no texto), impôs ao SBT a exibição do desenho animado produzido entre 1958 e 1962, remasterizando e redublando (perdendo a dublagem original dos estúdios TVS).

 

O novo intérprete do Bozo lembra em seu estilo, expressões e gestos, o Bozo de Arlindo Barreto, que deve tê-lo treinado. Entrou no ar um tanto entusiasmado demais, mas deverá encontrar o tom correto. Parece um pouco deslocado fora de seu universo e sem seus coadjuvantes tradicionais, como os bonecos e a Família Bozo, afinal está apresentando um programa que não é o dele. Talvez seja falta de costume vê-lo dessa forma. Mas em breve, promete-se, estará no ar em seu próprio programa, e não mais no “Bom Dia & Cia”, que nem parece mais, mas um dia foi o programa da Eliana.

 

Perfil Coxinha

Coxinha Nerd

Eu nunca curti o Bozo, sempre tive medo dele, preciso confessar que continuo tendo!
A favor dos nerds e contra a tirania dos Kibes.
Facebook | Twitter