O que é um set-top box e por que eu deveria ter um?

O que é um set-top box e por que eu deveria ter um?

Nossas casas estão cada vez mais conectadas, desde nossos videogames e celulares até aparelhos de som. Um aparelho do nosso cotidiano que está conosco faz um bom tempo, mas vêm ganhando cada vez mais funções e mudando a forma como o utilizamos é a TV, e grande parte da culpa disso são os chamados set-top boxes. Mas o que eles são e por que são tão importantes?

Antes de tudo vamos resumir a evolução da televisão. Durante um bom tempo as imagens que chegavam para nós na tela vinha por meio de uma antena, que poderia ser aquelas enormes que ficam em cima das casas ou portáteis que se conectam diretamente no aparelho.

Esse sinal analógico cresceu e veio o surgimento das operadoras que ofereciam canais por assinatura, as primeiras a utilizar um set-top box – sim, os decodificadores de sinal que as operadoras instalam na sua casa, que você utiliza para mudar de canal, fazem parte dessa categoria.

Em um tempo mais recente surgiu o sinal digital que possibilitou melhor qualidade de imagem e uma nova forma de receber o sinal. Os modelos antigos que não possuíam conversor digital integrado precisavam de um novo set-top box, o conversor digital externo.

Em meados de 2007, quando a Internet das Coisas ainda nem era uma expressão, empresas como Apple pensaram em uma forma de trazer a internet para as televisões: com isso surgiu o primeiro Apple TV. O aparelho permitia a reprodução do conteúdo armazenado no seu PC diretamente na tela da sua TV, via internet. Você podia até mesmo alugar um filme no iTunes Store sem intermédio de nenhuma outra máquina.

A empreitada não deu muito certo no início. As vendas foram decepcionantes e ninguém encontrava muito uso real para o aparelho, pois alugar filmes em locadoras ainda era normal (mesmo que fosse o início do fim desse serviço) e as conexões na época não eram tão rápidas, o que entregava uma qualidade não tão boa para os consumidores.

O tempo passou e novos e melhorados equipamentos e serviços surgiram, como os novos Apple TV, o Google Chromecast, a Netflix e o Youtube, e isso deu um novo gás à ideia de conetarmos nossas televisões à internet. Dessa vez deu tão certo que foram criadas as SmartTVs, que já tinham aplicativos e funções semelhantes aos set-top boxes integradas à elas.

Agora que a história foi resumida, você pode estar se perguntando: “Tá, mas o que é isso de set-top box afinal?”. Tecnicamente falando, um equipamento é considerado um set-top box quando ele recebe uma fonte externa de sinal e o reproduz em uma tela. Apple TV, Google Chromecast, Amazon Fire TV e tantos outros dispositivos genéricos com sistemas Android ou mesmo sistemas próprios são só os exemplos mais modernos dessa categoria.

Se você não possui uma TV com funções Smart mas quer utilizar serviços como Netflix, Youtube, iTunes ou Spotify na sua telona, um set-top box é ideal. Existem diversos modelos e preços com diferentes funcionalidades, basta descobrir qual se encaixa melhor em seu perfil.

Porém, mesmo que você já possua uma SmartTV com todas as funções de conexão à rede, é interessante ficar de olho nas novidades dessa categoria. A maioria dos equipamentos do mercado já possuem suporte à aplicativos, onde você não só vai assistir programas na sua tela pela internet, mas também jogar, aprender e interagir de uma forma totalmente nova.

O que você acha da tecnologia das set-top boxes? Você já possui um? Não deixe de comentar aí embaixo e em todas as nossas redes sociais: é tudo COXINHANERD!

Leia mais sobre Tecnologia

Murilo Pessanha
por

Murilo Pessanha

Falo bastante sobre dois assuntos que são minhas paixões: tecnologia e games, contribuindo com notícias, análises e opiniões. Sou fã da Apple, mas entendo todos os problemas da empresa e não deixo que isso ofusque o brilho de lançamentos de todas as outras. Minha paixão é tecnologia como um todo, qualquer novidade já me deixa ansioso!

Recomendamos para você