Rafael Alexandre Claudino Dias, mas conhecido mesmo pelo pseudônimo Rafael Grampá, é um gaúcho nascido em Pelotas e um dos quadrinistas de maior reconhecimento em território tupiniquim! Foi um dos palestrantes convidados para a Edição 2014 da Pixel Show, organizada pela Zupi. Com muito bom humor e em clima bem descontraído, Grampá nos contou sua trajetória artística, desde seus primórdios, lá nos tempos de infância, e que moldaram o traço pelo qual ele é reconhecido hoje.

Ok, talvez você não conheça Rafael Grampá… Bem, ele começou sua carreira ainda adolescente, criando estampas para camisetas, brasões, logotipos e, vejam só, decoração para festas infantis! (Nessa eu o cumprimento! Conheço esse mundo! As pessoas querem perfeição e não reconhecem o valor do seu trabalho, não é mesmo Rafael?)

Seu primeiro trabalho publicado foi em 2005 – Western Bang Bang – pela editora Devir. Depois, ele formou uma parceria com mais quatro quadrinistas ( Becky Cloonan, Fábio Moon, Gabriel Bá e Vasilis Lolos) para a criação da HQ independente “5”, que foi editada em 2007, e que ganhou o Eisner Awards 2008, prêmio considerado o “Oscar das HQs internacionais”, um prêmio  até então inédito para os artistas do Brasil. Nesse mesmo ano lançou sua primeira  publicação independente – Mesmo Delivery – pela editora Desiderata, nos EUA.

Tá… Você talvez esteja me dizendo que ainda não reconhece esta pessoa… Ok! Você conhece a Vodka Absolut certo? Ele foi convidado pela marca a uma parceria, onde ele poderia criar livremente algo que desejasse. O resultado foi que ele desejou dirigir algo (ele mesmo confessou não se sentir inclinado a quadrinhos, pq tem problemas em cumprir alguns prazos, kkkk) e acabamos com este vídeo incrível!

Mas, além disso, Grampá trabalhou com a Marvel e a DC, criando capas e “side stories” para Batman, Wolverine e Hellblazer. Pode ser bem capaz de você ter visto esses trabalhos e não ter se dado conta (alguns deles eu não percebi, não vou mentir). E sabe o poster que você já deve ter visto por ai da CCXP – Comic Con Experience? Aquele Batman que está lá é dele! 😉

 

Foi ótimo estar lá para ouvir toda essa história! E Rafael, se me perguntarem o motivo do Grampá, eu vou contar…

Compartilhe: