Quando você pensa que já viu de tudo, surge uma novidade ou algo que você desconhecia e que acaba te surpreendendo. Foi assim comigo com relação ao tema de hoje, o Jediismo! Imaginar que há uma Igreja baseada em preceitos Jedi? Nunca havia me passado tal possibilidade pela cabeça!

O Jediismo se trata de uma religião que se origina em Star Wars. Os seguidores são denominados como “Cavaleiros Jedi”, e não seguem um livro sagrado, mas preceitos de que todos os seres vivos compartilham uma Força entre si, e que todos já nascem tendo o conhecimento em si do que é certo ou errado. Eles também afirmam não seguir um personagem favorito e, que não é idolatria ou fanatismo para com a série de filmes, apenas uma filosofia de vida, pregando as pessoas a compartilharem o melhor de si.

O americano Ally Thompson, ex-soldado enviado ao Iraque, e um “Cavaleiro Jedi”, declarou em uma entrevista para a Details Magazine:

“Não, nós não adoramos o Yoda e a tele cinese não é algo que fazemos. Pelo menos não como nos filmes. Mas não posso negar que a Força está muito presente em nossos ensinamentos! Algumas pessoas chamam essa Força de mágica, mas para a maioria é uma energia que vem da mente.”

 Os encontros ou são virtuais, ou em lugares escolhidos com alguma antecedência, pois não há uma sede física. É como uma convenção de Star Wars, mas eles não se reúnem apenas para falar sobre seus amores pelos filmes, mas como os seres vivos compartilham entre si A Força!

E a igreja esta em vários lugares do mundo! Num dos últimos censos, havia cerca de 175.000 seguidores na Inglaterra, 65.000 ma Austrália e 15.000 na Republica Checa. E também temos no Brasil, viu? Só não temos um censo de seguidores aqui ainda

Uma curiosidade: George Lucas criou a palavra “Jedi” inspirado em “Jidaigek”, um gênero japonês de filmes, que surgiu no inicio do século XX, em que os personagens são samurais do período Edo, que normalmente vivem sob um condigo de conduta muito rígido.

Quanto a mim? Acho que algum dia vou visitar um “culto”, e você?