O HOMEM DE AREIA | Conheça o serial killer de Lars Kepler

Ele está atrás da grades.

Inesperadamente, precisamos admitir: todos amamos um bom serial killer. Mesmo que soe estranho e certamente bizarro, quando se trata de ficção, um assassino em série bem desenvolvido agrada a todos. Quando adicionamos um personagem forte, uma trama repleta de suspense e mistérios realmente questionáveis, o resultado nunca é diferente de incrível. Com O Homem de Areia, de Larks Kepler, não foi diferente.

Sinopse

Em uma noite extremamente fria em Estocolmo, um homem aparece sozinho e desnorteado em uma ponte. Quando ele é encontrado, a hipotermia já toma conta de seu corpo. Ao ser levado para um hospital, descobre-se que há sete anos ele foi declarado morto.

Seu assassinato foi creditado ao serial killer Jurek Walter, que foi preso há alguns anos pelo detetive Joona Linna e sentenciado a prisão perpétua em uma ala psiquiátrica. Enquanto investiga o aparecimento desse homem e tenta entender onde ele esteve durante os últimos sete anos, evidências desconhecidas começam a aparecer e influenciar o caso que já estava arquivado.

A História

Embora pareça beirar o sobrenatural, O Homem de Areia está longe de contar com forças paranormais. O que temos aqui, inegavelmente, depende apenas da crueldade e inteligência do ser humano.

Mikael Kohler-Frost estava praticamente morto quando foi encontrado. Enquanto caminhava congelando por uma ponte, viu seus momentos de angústias encerrarem. Posteriormente, quando já estava sob a tutela da polícia local, teve sua identidade revelada e a informação certamente surpreendeu a todos. O motivo? Mikael havia sido dado como morto há 7 anos.

Por mais que a verdade fosse difícil de acreditar, não houve dúvida quanto a identidade do rapaz. Tal descoberta, porém, obrigou a polícia a voltar a investigar seu assassino, um homem responsável pela morte de muitas outra pessoas. Jurek Walter foi condenado a passar seus dias em uma clínica psiquiátrica de segurança máxima. Mas para a surpresa do detetive Joona Linna, o assassino permanecia em seu cárcere.

“- As verdadeiras vitimas não são aquelas que foram sequestradas ou mortas – ele diz. – As vitimas são os que ficaram para trás, os que ficaram esperando até não suportar mais esperar.”

O Homem de Areia

Quando Mikael foi declarado morto, ele ainda era um menino. Semelhantemente ao que aconteceu a sua irmã, Felicia, sete anos se passaram sem que o mundo tivesse notícia dos dois. Agora, conquanto, ele foi encontrado e as perguntas referentes a sua localização anterior não param de surgir. A polícia quer encontrar Felicia e o pai dos jovens, certamente quer ter sua filha de volta.

Após ser medicado e diagnosticado com a “doença dos legionários”, Mikael insiste no fato de que sua irmã está viva. Entretanto, Felicia precisa ser encontrada logo, pois ainda pode ser ferida pelo chamado Homem de Areia. A fim de conseguir finalmente encerrar a investigação de anos atrás, Joona reune uma força tática para resgatar a garota. Mas quem é o Homem de Areia e principalmente, onde ele está?

“A morte chega tão rápido que a principal reação dele é a surpresa. Ele sente um aperto forte no punho que segura o revolver, depois uma dor ardente na barriga quando a lamina da faca penetra suas costelas e atinge seu coração.
Não há muita dor depois disso.”

A medida que o livro se desenvolve, Larks Kepler nos introduz a Saga Bauer. É provável que ela seja, em minha opinião, uma das grandes responsáveis pelo sucesso da trama. Bauer traz um quê de curiosidade e realidade a trama fictícia, visto que praticamente caiu de paraquedas na cela de Jurek Walter.

Bauer traz um clima de descontração a história tensa de O Homem de Areia, pois acima de tudo, ela realmente não está nem aí para nada. Embora tenham recomendado que ninguém entrasse em contato com Walter, ela encara o desafio sem pensar.

Jurek Walter

Por fim, não podíamos falar de um livro sobre um serial killer sem ao menos explorar sua vida um pouco mais. Jurek foi extremamente bem desenvolvido por Larks Kepler. Em O Homem de Areia, é fundamental que entendamos seus motivos, suas ações e seus pensamentos. Em outras palavras, Walter não é apenas mal e/ou cruel. Ele tem razões e o livro faz questão de nos fazer compreendê-las.

Em seus diálogos, pensamentos e monólogos, Walter se aproxima do leitor. Enquanto torcemos para o crime ser enfim solucionado, entramos ainda mais na cabeça do serial killer.

Larks Kepler certamente acertou em cheio em O Homem de Areia. Inegavelmente estamos ansiosos pelo próximo trabalho do autor.

APROVEITE PARA CONHECER NOSSO CANAL DO YOUTUBE:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

NETFLIX | Confira as informações da empresa na E3!

Obrigada Netflix Na última quarta-feira, a Netflix realizou um painel no E3 Coliseum. O objetivo foi discutir o trabalho companhia com alguns dos desenvolvedores de games mais talentosos do mundo. Com isso, o streaming busca construir jogos que darão aos fãs a...

O ESCOLHIDO | Série estreia em junho na Netflix!

Série estreia dia 28 Mais um sucesso está chegando à Netflix. O streaming lançou hoje o pôster e o trailer oficiais de O Escolhido, primeiro suspense sobrenatural brasileiro da plataforma. https://www.youtube.com/watch?v=MDjQ_N4lYok No vídeo podemos ver a identidade...

VELOZES E FURIOSOS: SPY RACERS | Série animada ganha trailer!

  A Dreamworks e a Netflix estão juntas novamente em alta velocidade para o lançamento de Fast & Furious: Spy Racers! A série animada baseada no universo dos filmes. Ainda não temos muitas informações, sabemos apenas que o protagonista será Tony Toretto,...

Compartilhe:

Quem escreveu?

Paula Ramos

How you doin'? Aluna da Sonserina esperando a carta de Hogwarts desde os 7 anos de idade. Bióloga de formação, jogadora de quadribol, professora de idiomas, constantemente no lado negro da força e uma pessoa traumatizada por não ter virado CSI.

Receba todas as notícias do mundo nerd em primeira mão!

Receba todas as notícias do mundo nerd em primeira mão!

Inscreva-se na newsletter do Coxinha!

Por favor, cheque seu email para confirmar a inscrição!