Nunca esqueceremos: Dr. Sin!

Nunca esqueceremos: Dr. Sin!

Há algumas semanas, os dinossauros do rock nacional, Dr. Sin, passaram aqui no Rio para uma apresentação derradeira e eu não pude ir (infelizmente). Então, como homenagem, vamos dissecar a discografia dessa banda que vai deixar saudades. A história começou com os Irmãos Busic e Edu Ardanuy sendo a banda de apoio do guitarrista Wander Taffo, ex Radio Taxi. Depois disso, continuam como banda de apoio, mas do Supla. Após um disco e shows, eles decidem seguir carreira própria.

E aí começou a saga, que vamos analisar:

– Dr. Sin

O primeiro álbum demonstrou logo de cara todo o talento dos rapazes. Clássicos foram registrados e um cover épico de “Have You Ever Seen The Rain” do Credence Clearwater Revival fez a mídia especializada abrir os olhos e os ouvidos.

– Brutal

A segunda bolacha veio com um som mais pesado e uma das faixas mais lembradas pelos fãs: “Fire”. Vale ver e se deleitar o trio se apresentando com André Matos no seu dvd:

– Insinity

O peso diminuiu um pouco, porém as melodias se sobressaíram. O Hino “Futebol, mulher e rock n` roll” estourou na MTV e o Dr.Sin foi catapultado ao estrelato, tocando junto com Dio, Scorpions e Dream Theater.

– Dr.Sin II

“Dr.Sin II” veio e a popularizou mais ainda a banda. Roland Grapow participou da gravação desse trabalho e o disco foi elogiado no mundo todo. Michael Vescera nos vocais como um quarto integrante, algo que acabou não se concretizando.

– Listen to the Doctors

Depois de um período sem gravar nada em estúdio, o trio paulistano soltou essa bomba. Só covers, e que covers! Kiss,Motorhead, UFO, Ted Nugent, Black Sabbath, Van Halen e Beatles. Teve até a participação do pai deles, no cover de “Doctor jazz”.

– Bravo

Um novo trabalho autoral é lançado em 2007, e como o próprio nome diz, “Bravo” é forte, pesado e uma ótima trilha sonora para viagens de moto.

– Animal

Pra galera nerd que queria um motive para gostar de Dr.Sin, taí. Os caras são viciados em Star Wars, StarTrek e ficção cientifica. A bolacha mostra um hard rock moderno, com ótimos temas.
Esses são os trabalhos em estúdio, em ordem cronológica. Além deles, temos:

– Live In Brazil

Um EP que foi lançado no Japão

– Alive

Ótimo trabalho ao vivo. O talento de Edu Ardanuy transborda nesse trabalho. O Dr.Sin é como o Kiss: Os melhores registros são ao vivo.

– Dez anos Ao Vivo

Como eu falei anteriormente, o Dr.Sin é maravilhoso ao vivo. Nesse registro, temos uma viagem no tempo, passando por todos os clássicos da banda. Tem participações especiais, comentários… Um belo registro.

– Original Sin

Em 2009, o Dr.Sin revisitou sua discografia e regravou o primeiro álbum “Dr.Sin” com a adição de duas faixas bônus. Um presente para os fãs.

Menção honrosa

Um dos melhores momentos do Dr.Sin foi a participação no Rock In Rio. A apresentação no maior festival de música do mundo coroou uma carreira sólida e bem sucedida de uma das maiores bandas de rock do Brasil. Para um amante da música, como eu, ver o final de uma banda como essa causa tristeza mas ao mesmo tempo orgulho, por fazer parte dessa história e presenciar esses monstros. Até a próxima galera!

Jefferson Montenegro
por

Jefferson Montenegro

Orgulhoso de ser barbudo,flamenguista e baterista. Louco para voltar a morar na Lapa, adoro escrever! E contar histórias! Depois dê uma passeada pelo site e uma passadinha no "sobre nós", lá você encontrará meus outros textos e participações aqui na Coxinha Nerd! Bom divertimento!

Recomendamos para você