Mutantes e Malfeitores!

-por , em 29/04 -
Mutantes e Malfeitores!

Abro esse post com um aviso. Amanhã estou viajando de férias do meu trabalho e, por causa disso, irei ficar um tanto ausente e não sei se conseguirei dar continuidade aos posts diários. Claro que eu me esforçarei para trazer algo novo para vocês sempre que possível, mas, se um dia vocês não me virem por aqui, já sabem o que foi.

 

Hoje encerro minha homenagem ao Homem de Ferro 3 e nenhuma semana dedicada a super-heróis estaria completa se eu não falasse de Mutantes & Malfeitores. Também conhecida como M&M, Mutantes & Malfeitores (Mutants & Masterminds, no original) é um sistema de RPG criado por Steve Kenson, onde os jogadores podem criar e interpretar seus próprios super-heróis e/ou super-vilões. A primeira edição foi lançada em 2002 e a segunda, usada atualmente, veio 3 anos depois, em 2005. O sistema é baseado soltamente no sistema d20, da Wizards of the Coast. Esse é o sistema do Dungeons & Dragons (D&D), e é o sistema mais conhecido e jogado do mundo.

 

Porém, como eu disse acima, o sistema é “soltamente” baseado no sistema de D&D, o que significa que ele é diferente em muitos pontos e que não é uma cópia do sistema medieval nem uma versão do d20 Modern + super poderes. Ele é um sistema próprio, com suas regras e nuances que o torna bem diferente do D&D tradicional.

 

RULEBOOK

 

Para começo de história, não há classes em M&M, nem pontos de vida, nem níveis. Ou seja, é bem diferente do D&D que todos nós conhecemos a amamos. Você ganha uma quantidade X de pontos para criar o seu personagem e pode distribuí-los livremente entre seus atributos, suas defesas, suas pericias, poderes, etc. Cada uma dessas coisas tem seu custo próprio, mas o jogador decide o que em cada lugar.

 

Isso dá mais liberdade na hora de criar o personagem, e o jogador não fica preso a estereótipos. É possível criar atleta profissional, capaz de nadar quilômetros sem se cansar que, a noite, é um  mago moderno que combate o crime recitando encantos de seu grimório. Em D&D, isso seria impossível, por causa das limitações de perícias.

 

Os níveis tradicionais foram substituídos por Nível de Poder (Power Level, ou PL). O PL do seu personagem define o valor máximo que você pode colocar em uma certa perícia ou poder. A cada sessão, o jogador recebera uma quantidade de pontos que ele pode distribuir entre os atributos, habilidades, poderes e etc. A cada 15 pontos, é recomendado que se aumente o PL em 1.

 

Se é tão diferente assim, como eu posso comparar o sistema com D&D? Simples: ele usa o d20. Os ataques são realizados rolando 1d20 e somando o bônus. Você então deve ultrapassar a defesa do adversário para atingi-lo. Porém, até na rolada de dados é diferente. Enquanto no D&D o jogador usa todos os tipos de dado, Mutantes e Malfeitores usa, apenas d20s. Tanto o ataque, quanto o dano, quanto a esquiva e os efeitos de poderes são rolados pelo d20.

 

O cenário oficial do sistema é o Freedom City, que foi lançado em 2003. Porém, existem diversos cenários e adaptações para esse sistema, incluindo adaptações do cenário Marvel. Então, fazendo uma busca na internet, é possível encontrar a ficha do Homem de Ferro, Capitão América e Hulk para jogar. Ai é só criar seu personagem e realizar seu sonho de conhecer esses heróis. Ou, se assim preferir, vocês podem jogar com os próprios heróis!

 

Perfil Bruno

Bruno Machado

Já joguei e recomendo.
A favor dos nerds e contra a tirania dos Kibes.

Facebook

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você