Escolha uma Página

QUEM NÃO CURTE DICA DE BANDAS, NÃO É?

Olá, coxinhos e coxinhas! O quarto e último post da série “Cinco bandas que você precisa conhecer!” traz consigo bandas que tem um pouco do britpopshoegazingdreampopSwin Deep The Underground Youth, aliás, são duas das bandas atuais que ainda seguem o shoegazing. Bora ver o que eu preparei?

  • DMA’s:

Cotados como a versão australiana do Oasis, a DMA’s é uma banda de alternative rock com influências do britpop. Formada por Matt Mason, Tommy O’Dell e Johnny Took em 2012, eles possuem um álbum de estúdio, Hills End (2016), e um LP, DMA’s (2015). A banda é uma das apostas do rock para os próximos anos.

  • SWIM DEEP:

Swin Deep é uma banda de rock fundada em Birmingham, Inglaterra, em 2011. Formada por Austin Williams, Tom Higgins, Zachary Robinson, Cavan McCarthy e James Balmont, a banda também recebe influências do dreampop e do shoegazing.

Shoegazing é um sub-gênero do indie rock criado em 1980 para caracterizar as bandas que se apresentavam sempre olhando para os pés. O britpop em sua essência era exatamente isso, além da caracterização do uso aleatório de instrumentos, quase como uma distorção dos mesmos.

Swin Deep é praticamente uma banda totalmente à base do experimental, e isto resulta em trabalhos incríveis e originais. A banda tem dois álbuns de estúdio, Where the Heaven Are We (2013) e Mothers (2015), e dois EPs, She Changes the Weather Sun On My Back, ambos de 2013.

  • THE UNDERGROUND YOUTH:

Mais uma banda com traços de shoegazing, a The Underground Youth só é possível ser definida como obra de arte. Fundada por Craig Dyer em 2008 como um projeto pessoal e solo, a banda conta ainda com Mark Vernon, Max James e Olya Dyer. Além do shoegazing, outra característica é o madchester, um movimento de 1980 que marcou a cena do rock psicodélico britânico. O grupo recebe todas as influências dos movimentos de música britânica dos anos 1980.

A The Underground Youth possui 10 álbuns de estúdio, sendo o seu mais famoso o Mademoiselle (2010), que você pode ouvir abaixo:

  • CAR SEAT HEADREST:

A próxima bandinha é a Car Seat Headrest, uma banda de indie rock com características lo-fi*. No começo, a banda era um projeto solo de Will Toledo, que gravou seus primeiros trabalhos no banco de trás de um carro. Além de WillEthan IvesAndrew KatzSeth Dalby também fazem parte do grupo.

Car Seat Headrest lançou 11 trabalhos por conta própria pela plataforma Bandcamp até assinar com a Matador Records em 2015. De lá para cá, eles lançaram dois álbuns, Teens Of Style (2015) e Teens Of Denial (2016).

*Lo-fi é a definição da mudança de qualidade de uma música quando apresentada ao vivo. É caracterizada pela distorção dos instrumentos usados, com abuso de sintetizadores.

  • FUTURE GENERATIONS:

Formada por Eddie Gore, Mike Sansevere, Eric Grossman, Devon Sheridan e Dylan Wells enquanto os membros faziam faculdade, Future Generations é uma banda de indie pop. No ano passado, eles lançaram um álbum homônimo e chamaram atenção no cenário indie.

Eles se assemelham ao que o Two Door Cinema Club e o The Lumineers tocam, mas também tem uma pegada mais experimental, o que torna um som divertido e gostoso de ouvir. Além do álbum, a banda possui um EP chamado Polysum, que foi lançado em 2014.

Das cinco bandas listadas hoje, acredito que a The Underground Youth seja a minha favorita. Seu estilo me agrada tanto quanto as outras, mas toda a pegada psicodélica me traz uma sensação de originalidade.

As bandas que listei nos quatro posts sobre bandas são descobertas recentes e antigas, bandas que eu escuto sempre. 2017 foi um ano que descobri diversas bandas e artistas novos, e essa com certeza foi uma das melhores coisas. Aliás, a banda Catfish and the Bottlemen, que eu falei no primeiro post, é a minha descoberta favorita e espero que tenha sido a de vocês também.

As bandas que eu apresento para vocês pode não ser da preferência de vocês, então eu ficaria muito feliz se comentassem qual banda querem ver aqui. Adoro conhecer coisas novas!

Veja mais sobre Música.