Necessário, somente o necessário… O extraordinário é demais! Quem ouve o nome “Mogli” e não pensa imediatamente nessa música? Fomos convidados para curtir o novo live action da Disney, em primeira mão, na pré-estreia que rolou aqui no Rio dia 12 de abril – a estreia está agendada para dia 14 de abril de 2016. Ou seja, já curtimos, nos emocionamos, rimos muito e ficamos apreensivos com todas as cenas incríveis do novo filme da Disney! Se você já conferiu a animação de Mogli quando era criança ou se não foi uma criança-Disney, como eu fui, relaxa, o filme foi feito para todo mundo, para todas as idades, gostos e amores!

Se você quer saber algumas curiosidades bem legais sobre o live action Mogli, o Menino Lobo da Disney, clique aqui e divirta-se! Agora vou contar um pouquinho do que achei do filme, da adaptação “para a vida real” de uma história que vivia em nosso imaginário há muito tempo, apenas em desenho…

Sobre a adaptação para a vida real…

As histórias da Disney são contadas de forma mágica, muito fantasiosa, apaixonante de verdade… E isso vale para adultos e crianças. Saber que pode existir um mundo em que um menino é abandonado na selva e criado por animais que falam, sentem, se organizam e planejam suas vidas é incrível. A Disney, assim como fez com Cinderela, conseguiu transformar Mogli em um menino crível – acreditamos naquilo tudo, naquele universo e tudo mais. Os principais animais que estão ao seu redor ganham vida, personalidade e um espaço em nosso coração – assim como aconteceu quando vimos a animação pela primeira vez.

Os cenários estão encantadores, a computação gráfica para a interação dos animais está super bem feita – o detalhe de uma mosca incomodando o tigre enquanto ele fala e a reação natural dele simplesmente mexer a orelha deixa tudo mais real ainda. Achei cada detalhe impecável, o necessário foi adaptado e apenas o básico foi reajustado para a vida real. Nada que mude a história ou que choque os já fãs da história.

Mogli o Menino Lobo Disney

O sentimento de verdade dos personagens…

Isso é uma coisa que sempre me preocupa em uma adaptação de animação para live action. Por mais que a maioria dos clássicos da Disney tenha sido criado muito antes da tecnologia avançar demais nos cinemas, eles conseguiam, com traços e cores simples, nos passar a verdade de todos os personagens. As expressões faciais, as vozes, as músicas principalmente… Minha agonia seria ver animais em Mogli sem nenhum tipo de sentimento, sem nenhum tipo de carisma, já que eles precisariam estar super próximos da realidade – senão não faria sentido algum ser um live action, concordam?

Me surpreendi com todos os personagens e personalidades, com as expressões faciais que me assustavam, agoniavam e alegravam quando era criança. Encontrei todas elas pessoalmente, ontem, na sala do cinema! Se você é tão nostálgico (a) como eu, vai sentir a mesma coisa. O Panda nunca tinha visto Mogli – de acordo com ele, jamais foi uma criança-Disney como eu – mas acabou sentindo exatamente a mesma coisa – ou seja, o filme convence.

Mogli o menino lobo disney

Tivemos o necessário?

As cenas com Baloo eram as mais aguardadas, claro – as mais divertidas também – para o live action e tivemos tudo o que esperávamos! Aliás, uma surpresa grande foi a participação super coerente e impactante de Rei Louie – o rei dos macacos – e sua cantoria inesquecível. Eu ficava com medo dele quando era criança e te contar que aquela super presença enorme no live action não ficou por menos! Ou seja, gente, vai no cinema assistir Mogli, leve seus filhos, netos, sobrinhos, afilhados, passe essa incrível história para frente!

Novamente preciso agradecer à Disney e ao Telecine pelo convite – foi encantador, mágico e, como sempre, perfeito!

Mogli estreia dia 14 de abril de 2016 nas principais redes de cinema de todo o Brasil, confira a programação da sua cidade!

Beijos e até a próxima…