Quem nunca ouviu falar dos famosos chás coloridos que aparentemente e aos olhos de muitos, são milagrosos e santos na hora de fazer dietas e reeducações alimentares? Ainda mais quando sai alguma notícia na Boa Forma indicando que Juliana Paes, Angélica e Isis Valverde tomam esses chás todos os dias e compulsivamente. Pronto, era o motivo que estava faltando para gastarmos granas e granas mensalmente com esses chazinhos.

 

Mas você já parou verdadeiramente para pesquisar sobre esses famosos chás? Algumas pessoas eu sei que sim, mas a grande maioria vai na onda do momento e nem sabe o que está fazendo, portanto, resolvi ajudá-los.

 

cha verde vermelho e branco

 

O chá branco, chá verde e chá vermelho são ricos em polifenóis que abrangem os flavonóides, taninos, catequinas e etc… (what?) – possuem alta ação antioxidante, atuando no combate aos radicais livres e proporcionam aumento no consumo energético, acelerando o metabolismo de lipídios e carboidratos – auxiliando desta forma no emagrecimento – melhoram o funcionamento hepático e possuem efeito diurético considerável. Agora, isso aqui pode parecer meio obscuro demais para você, mas dá uma olhadinha nisso:

 

Polifenóis: são derivados de várias plantas, são substâncias antioxidantes, que evitam a ação destrutiva das moléculas de radicais livres que degeneram as células, auxiliando, por exemplo, no combate ao envelhecimento.

 

Taninos: auxiliam a diminuir as tacas do LDL (colesterol ruim) e fortalecem as artérias e veias favorecendo a prevenção de doenças cardíacas e circulatórias.

 

Bioflavonóides e catequinas: As catequinas atuam também contra desordens do metabolismo lipídico e apontam para uma redução do risco de doenças cardiovasculares. Os bioflavonóides são antioxidantes, compostos que neutralizam os radicais livres, substâncias que causam doenças no organismo. Os bioflavonóides ajudam a manter as artérias, ativar a circulação do sangue e diminuir o nível de colesterol.

 

O que eles possuem? Ácido fólico, cafeína, flúor, manganês, óleo essencial, potássio, teofilina, vitamina C, vitamina K, vitamina B1, vitamina B2 e vitamina B6.

 

Todos os chás citados e mais alguns são originários da mesma folha, sendo a diferença entre eles apenas o grau de fermentação, com isso temos: chá verde, chá branco, chá vermelho e chá preto. Atenção! Enquanto o chá verde é extraído das folhas da planta, o chá branco é extraído de gomos das partes superiores da planta, que dão origem a essas folhas. Pode incluir algumas folhas junto com os gomos, mas apenas folhas jovens (novos botões que cresceram) e que não sofreram efeitos de oxidação. Os botões são protegidos da luz do sol para prevenir a formação de clorofila. No chá preto, ocorre a fermentação e são utilizados folhas e caules. Ele contém alto teor de cafeína. Por isso atualmente há uma tendência de se usar preferencialmente as demais variações do chá.

 

verdades e mentiras

 

Quais são os mitos e as verdades sobre os chás? Bom, eles são conhecidos pelos efeitos positivos na luta contra os quilos extras, mas será que eles realmente fazem esse bafafá todo que todo mundo comenta? Dêem uma olhadinha nas explicações abaixo:

 

Chá verde emagrece! Isso é verdade – o chá verde acelera o metabolismo, permitindo que seu organismo queime gordura mais rapidamente. Mas atenção: o chá é um coadjuvante que só mostrará resultados se acompanhado de uma dieta balanceada e exercícios físicos.

 

Os chás protegem o coração! Isso é verdade – a ingestão regular dos chás verde ou branco está relacionada à prevenção e controle de doenças cardiovasculares. Vários estudos comprovam menor taxa de doença cardiovascular e mortalidade entre os consumidores de chá verde, erva que também auxilia na diminuição dos níveis de colesterol e no controle da pressão arterial.

 

Chás são ótimos companheiros para as refeições! Isso é um mito – não é recomendável consumir os chás durante as refeições, nem tomá-los logo após o almoço ou o jantar. Isso porque a bebida contém substâncias que prejudicam a absorção de ferro pelo organismo.

 

Quem toma chá permanece jovem por mais tempo! Isso é verdade – os chás extraídos da planta Camellia sinesis são boas fontes de catequinas e polifenóis, substâncias antioxidantes que agem no combate aos radicais livres responsáveis pelo envelhecimento das células. Por isso, quem toma chá diariamente, seja branco, verde ou vermelho, mantém não apenas a aparência jovem, mas também garante o metabolismo em forma.

 

O consumo pode ser feito sem moderação! Isso é um mito – eles não contém calorias, mas é preciso controlar as doses, evitando efeitos decorrentes da cafeína como insônia e irritabilidade. O ideal é ingerir de três a seis xícaras por dia, uma hora depois das refeições principais.

Compartilhe: