Stephen King é o mestre do terror! Suas histórias não são uma simples ficção cientifica, King nos traz o terror psicológico, o monstro que habita nossa alma, nossos medos interiores, ou seja, o terror real! Você começa a ler e suas órbitas entram em transe na página, a curiosidade de saber o que vai acontecer futuramente com os personagens é simplesmente angustiante. Suas obras são tão magníficas que foram popularizadas e adaptadas para as telonas do cinema. Mas você conhece realmente King?  O que será que há por trás da escrita de Terror?

Stephen King passou por muitas situações trágicas e não é exagero, com dois aninhos o pai de Stephen abandonou a família, sua mãe o criou e junto de seu irmão adotivo, passaram por necessidades. Além disso, que já é bem ruim, houve um outro fato em sua vida que foi bem horrível, King ainda criança presenciou a morte de um amigo. A criança ficou presa numa ferrovia e foi atropelada por um trem. Você não acredita? É a mais pura verdade e a morte de seu amigo, pode ter sim aberto sua mente para o terror. King era fanático por Ec’s Horor Comics, uma HQ de terror! Na escola, chegou a escrever historias sobre tudo que assistia e via, mas suas obras iniciais eram, óbvio, repreendidas pelos professores.

carrie a estranha

Com o tempo sua vida foi se transformando, King se casou com Tabitha Spruce e em 1991 foi docente na Universidade de Hampden em Maine, época em que morava em um trailer. Sua esposa tinha um ótimo senso, foi ela quem resgatou um esboço do lixo quando Stephen estava desistindo da carreira. Sabe que esboço era? Era sobre uma moça com poderes psíquicos, a Carrie, a estranha! A história foi e é um sucesso que rendeu milhões. Stephen ainda passou por muitas tormentas e mortes na sua família, além do conhecido problema com o álcool- que acabou causando sérios problemas em sua mente brilhante na década de 1990.

Se você ta cansado de romances mornos e não conhece as obras dele, leia Carrie, a estranha e depois não me diga se ele não merece esse titulo de mestre!

Compartilhe: