MEDO DESSE NEMESIS! MUITO MEDO!

Qual seria a sua reação se descobrisse que a nossa estrela-mor, o Sol, tivesse um “irmão gêmeo”? E qual seria a reação se descobrisse que esse irmão gêmeo, além de tudo, ainda é do mal?

Pois bem, pasmem. Alguns cientistas acreditam que ao Sol pode sim ter um irmão gêmeo que foi “concebido” há, pelo menos, 4,5 bilhões de anos atrás. E o medo vem por conta de seu nome: Nemesis.

Não, não é por conta daquela coisa chata, amedrontadora e irritante que nos faz passar sufoco em Resident Evil 3. O nome do possível gêmeo vem da deusa grega da vingança.

A escolha do nome não foi por acaso. Alguns cientistas acreditam que, mesmo estando muito distante, a estrela teria impactos negativos na Terra, e ainda acreditam que ela foi a responsável por redirecionar asteroides em direção ao nosso planeta, inclusive aquele que teria extinto os dinossauros.

A teoria da existência da estrela não é nova, aparecendo pela primeira vez em nos anos 1980, porém um grupo de astrônomos publicaram recentemente na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society uma nova teoria que contêm mais algumas evidências da existência de Nemesis.

O cientista Steven Stahler, da Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos, explicou de onde ele e sua colega de equipe, Sarah Sadavoy, da equipe do telescópio espacial Hubble da Nasa no Observatório Astrofísico Smithsonian, retiraram parte de sua teoria.

“Fizemos uma série de modelos estatísticos para verificar se conseguíamos dar conta da população de estrelas de Perseus e o único que conseguia reproduzir os dados obtidos foi aquele em que todas as estrelas se formaram inicialmente como binárias. Essas duplas ou se separam ou ficam mais próximas em 1 milhão de anos. Segundo nosso modelo, estrelas sozinhas, de pouca massa como o Sol não são assim no início — elas são o resultado da quebra de sistemas binários. Estamos dizendo que, sim, provavelmente a Nêmesis existiu, há muito tempo. “

Veja mais sobre Curiosidades

Compartilhe: