NEM OS PERSONAGENS DA MARVEL ESTÃO PASSANDO EM PAZ POR 2016!

O ano que ninguém vai esquecer, sem sombra de dúvidas, é 2016. Um ano onde o Ceifador andou à solta levando nossos artistas e personagens favoritos para o além. Nas HQ’s também não foi diferente. Depois da morte do Máquina de Guerra e do Bruce Banner nos eventos de Guerra Civil II, mais um personagem da Casa das Idéias também foi assassinado.

E não foi qualquer personagem! Um dos seres mais poderosos existentes no universo da Marvel foi assassinado de forma cruel e impiedosa. Estamos falando do Tribunal Vivo.

O Tribunal Vivo tem poderes incomensuráveis, capaz de mudar a realidade e a natureza dos fatos com o pensamento, indiferente ao local ou época em que atua. Está sempre ciente de tudo que alguém possa fazer. Ele, porém, só age quando necessário: quando há intenso desequilíbrio cósmico.

Em termos de poder, o Tribunal Vivo somente fica atrás do One-Above-All, que é a representação de Deus pela Marvel, e do Beyonder, o responsável pelas Guerras Secretas, evento onde vários heróis e vilões se enfrentavam em um planeta distante.

A morte do personagem acontece depois do julgamento de Galactus, que em The Ultimates foi transformado de O Devorador de Planetas para o Portador da Vida, alcançando assim, seu verdadeiro potencial.

Durante o julgamento, que foi solicitado pelos “irmãos” Lorde Caos e Mestre Ordem, Galactus é absolvido pelo Tribunal Vivo, afirmando que, depois da destruição e reconstrução do multiverso, um novo universo significa novas regras e libera o Galactus para encontrar seu novo propósito na ordem cósmica.

Mas os irmãos não ficam satisfeitos com o julgamento e, seguindo as ordens do Mestre Ordem, Lorde Caos e seu irmão assassinam o Tribunal Vivo a sangue frio, deixando o novo multiverso aberto a ataques do além, já que o Tribunal Vivo o protegia (você pode conferir o ato na nossa galeria aí embaixo!)

A morte do personagem pode trazer consequências catastróficas para o multiverso da Marvel e, até mesmo, sua extinção, já que era ele quem agia quando as coisas não andavam muito bem equilibradas.

Leia mais sobre Marvel