E lá vem o Netflix me deixando mais viciada ainda em suas séries enlouquecedoramente lançadas de uma vez só! Não tem como fugir das maratonas, já sei o que vou fazer no próximo final de semana, ficar sentadinha em casa, com um pote de pipoca, assistindo Marco Polo e as épicas cenas que já vi nos trailers! Estou ansiosa, ainda mais depois de passar pelo stand do Netflix na Comic Con Experience e ter acompanhado o lançamento oficial com primeiro episódio e tudo por lá! Foi mágico e quero mais, quero a temporada todaaa!

Século 13. Depois de uma viagem de longos três anos pela Rota da Seda, o mercador veneziano Niccolò Polo e seu filho Marco chegam à corte do imperador mongol Kublai Khan, neto do célebre Gengis. Ansioso por aproveitar o comércio em potencial da rota, Niccolò oferece o próprio filho como escravo ao Khan, em troca da autorização. A contragosto, Marco fica sujeito às vontades do imperador – e é aqui que começa a história de cobiça, poder, traição e intriga sexual! Ficou querendo mais que isso? Nós também!

marco polo

 

Há quem já esteja dizendo que o autor e criador da série se inspirou em Game of Thrones e já adianto aqui que detesto esse tipo de comentário besta cheio de maldade e preconceito. Todo jogador de RPG sabe muito bem que a base de uma história dita “medieval” (veja bem: usei estas aspas por ser um conteúdo amplo de mais para resumir em apenas um termo, quem sabe um dia possamos discutir o tema) é praticamente a mesma. Os cenários são épicos porque, antigamente, todos os locais eram épicos – não existiam indústrias e prédios altíssimos para atrapalhar a paisagem né?

Por isso, acho de mal gosto julgar a série colocando-a como “baseada em” outra série de sucesso. Marco Polo é real, se tem alguma inspiração nessa história toda, ela é exatamente a vida real, os livros e tudo o que a humanidade sabe sobre esse herói fofo e cheio e conteúdo interessante. Complementando para não julgar apenas um dos lados: deixe seu lado historiador de lado e aproveite essa incrível história de uma forma bem “entretenimento”, sabe? Curta os cenários, as batalhas, os contextos, divirta-se, isso não é Telecurso 2000! 🙂

marco polo estreia

Produzida em parceria com a The Weinsten Company (dos filmes de Quentin Tarantino), a série é uma superprodução filmada em lugares como Veneza (Itália), Cazaquistão e Malásia, mas não conta com nomes de peso: o protagonista é o italiano Lorenzo Richelmy, praticamente um novato.

A maior parte do elenco, como não poderia deixar de ser, é composta por atores da Ásia ou de origem asiática – entre eles, Benedict Wong (Prometeu), Joan Chen (Twin Peaks), Chin Han (Arrow), Olivia Cheng (The Flash) e Remy Hii (Águas Turvas). E este pode ser um dos pontos fortes da série, trazendo mais realismo para a história, claro. Outros elementos que tornam Marco Polo atrativa são a época e o local em que se passa a história, menos explorados pela ficção do que outros períodos e cenários.

Estou ansiosa para consumir Marco Polo do começo ao fim, a série será lançada no dia 12 de dezembro e toda a sua primeira temporada irá ao ar de uma só vez (como é de praxe no Netflix). Vai ou não vai ser a coisa mais incrível deste hiato de seriados em todos os outros canais? 🙂 Beijos e depois me conte o que achou da série!