As maravilhas da Ilha Grande!

-por , em 09/09 -
As maravilhas da Ilha Grande!

Tem um bom tempo que eu não dou dica de passeio por aqui e para não perder o costume vou indicar um dos destinos mais paradisíacos do Brasil e que encanta mais o casal Coxinho. Não sei se é porque moramos perto, se porque faz parte de nossa história ou simplesmente porque é lindo demais, mas amamos muito a Ilha Grande – Rio de Janeiro e queremos indicar para seu próximo passeio ou viagem (depende de onde você mora né?).

 

Para os cariocas a ida à Ilha Grande pode não ser uma completa viagem, já que a região fica a poucos quilômetros da capital e o passeio é agradável desde o começo, quando entramos na barca em Mangaratiba ou na escuna em Conceição do Jacareí. O dia precisa estar lindo e com pouco vento, já adianto que faz toda a diferença para suas fotos e diminuição dos enjoos marítimos. Mas no final das contas, um bate e volta para a Ilha Grande é sempre uma ótima renovação de energias para qualquer um.

 

Para quem curte uma viagem rápida de final de semana ou se precisa ser dessa forma porque não mora no Rio e prefere descansar com mais calma, a Ilha oferece turismo para todos os bolsos. Tem muitos hostels espalhados pelas diversas praias e vilarejos, campings com estruturas complexas e simples (lembrando que não é permitido camping selvagem por lá) e restaurantes com comidinhas super elaboradas e coisinhas mais simples como comidinha caseira e lanches, para aqueles que não curtem muito ble-ble-ble.

 

ilha grande palmas

 

Os passeios pela Ilha podem ser na aldeia principal – Abrahão ou em outras praias no entorno – Palmas e Lopes Mendes, por exemplo. Em Abrahão vocês podem alugar uma bike e andar até as ruínas do Lazaretto – vale aqui ler um pouquinho sobre a história do local, vem comigo:

 

Em meados século XIX , o Brasil vivia o império de Dom Pedro II. Foi quando surgiu a necessidade de se construir um novo lazareto (uma espécie de hospital para imigrantes), em lugar apropriado para abrigar viajantes e imigrantes portadores de cólera, normalmente contraída nos navios . Vários estudos vinham sendo elaborados nesse sentido quando o Imperador Dom Pedro II, no dia 5 de dezembro de 1863, fez sua primeira visita à Angra dos Reis. Em seu Diário de Viagem, que se encontra no Museu Imperial de Petrópolis, registrou com desenhos e textos a sua passagem pela Ilha Grande, não escondendo o seu encantamento pela singular beleza da Ilha. É possível que mais tarde, quando se decidiu o lugar onde deveria ser construído o lazareto, tenha prevalecido a sua vontade.

 

O Imperador visitou a Enseada das Palmas e em seguida a frota parou na enseada do Abraão e sua Majestade pernoitou na Fazenda do Holandês. Durante a sua estadia na Vila de Abraão, deu ao devoto Manuel Caetano de Lima uma esmola para a capela em construção ( a igreja na praça central ) cuja padroeiro é São Sebastião. Em 1884, a Coroa adquiriu a fazenda do Holandês e logo em seguida, a de Dois Rios. A propriedade da fazenda do Holandês estava compreendida entre a praia Preta até a atual ponte de atracação do Abraão. Esta área ainda hoje é de propriedade do Governo Federal.

 

ruínas do lazaretto ilha grande

 

Claro, como todo lugar 100% destinado ao turismo compulsivo, a Ilha Grande é repleta de agentes de turismo e locais que tentam lhe vender pacotes de passeios a preços exorbitantes. Não se deixe levar pela emoção, pesquise, verifique os melhores roteiros, pesquise antes de ir à ilha. Um site que tem muitas dicas legais para quem nunca foi passear por essas bandas é o mochileiros.com – perfeito e com dicas ótimas com nomes de pousadas, hostels e campings também. Eu não vou indicar nenhum não porque acho que é bem pessoal esse tipo de informação, então, se quiserem alguma dica sobre a Ilha Grande, enviem um e-mail para contato@coxinhanerd.com.br que conversaremos a respeito, ok?

 

Agora só para completar o passeio, verifique uma coisinha só, se for fazer o tour de barco pela ilha: veja se, no roteiro, seu passeio passa pela Gruta Acaiá, uma perfeição em forma de natureza tão linda, mas tão linda que é inenarrável a sensação de estar naquele lugar. Existe apenas um feixe entre as duas pedras que formam a gruta e por esse feixe entra a luz do sol, que, em contato com o pouquinho de água do mar que entra, forma essa coisa linda que vocês verão abaixo:

 

ilha grande gruta do acaia

 

Além da Gruta do Acaiá, você não pode deixar de mergulhar na Lagoa Azul e na Lagoa Verde, de dar uma volta na praia de Palmas e degustar um delicioso peixinho à beira mar. Além disso tem ainda as maravilhosas e deliciosas trilhas por dentro da mata atlântica que nos renovam e nos deixamos mais bonitos e cheios de empolgação quando voltamos. Vai por mim, esta dica é super demais e todo mundo precisa, um dia, visitar a Ilha Grande. Espero que tenham curtido.

 

Perfil Coxinha

Coxinha Nerd

Se tiverem duvidas ou quiserem dicas, mandem emails pessoal!
A favor dos nerds e contra a tirania dos Kibes.
Facebook | Twitter

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você