Luke Cage quase saiu diretamente da Netflix para as telas de cinema. O herói ficou a poucos passos de ganhar um filme solo, que seria dirigido por ninguém menos do que Quentin Tarantino. O aclamado diretor foi escolhido para ser responsável por trazer o personagem para os cinemas, mas o projeto nunca saiu do papel. 

Tarantino explicou durante o podcast “3 Girls, 1 Keith”, de Amy Schumer, os motivos para não realizar o filme. O motivo óbvio seria conflitos de agenda, mas o diretor revelou que foi algo bem mais simples. Tarantino confessou que foram seus amigos quem o convenceram a não fazer. Simpels assim. Ele ainda chegou a pensar em Lawrence Fishburne para o papel do protagonista.

“Todos os meus amigos diziam ‘não, não, tem que ser Wesley Snipes!’ Mas eu disse ‘olha, eu gosto do Snipes, mas Larry Fishburne é praticamente um Marlon Brando. Quer dizer, eu acho que ‘Fish’ é o homem pro serviço.”

O filme solo de Luke Cage começou a ser pensado entre Cães de Aluguel e Pulp Fiction, em meados dos anos 90. Wesley Snipes estava  no auge de sua carreira, razão pela qual seu nome foi considerado.

 

Luke Cage teve duas temporadas na Netflix, mas acabou sendo cancelada.