Lendas urbanas que se tornaram verdadeiras!

Lendas urbanas que se tornaram verdadeiras!

Lendas urbanas, mitos urbanos ou lendas contemporâneas são pequenas histórias que podem ser tanto antigas quanto novas, de caráter fabuloso ou sensacionalista e que se espalham através de e-mails, amigos que ouviram de amigos, e também pelas amadas e saudosistas correntes de Orkut <3 Nem sempre essas lendas são apenas historias. Separei uma lista com casos de lendas que, no final, eram verdadeiras. Se você já conhecia alguma dessas histórias ou conhece outras tantas muito interessantes, não esqueça de comentar lá no final desse post, ok? Divirta-se!

O Homem verde ou Charlie Sem-Rosto

Se você for dar um passeio pela rodovia no oeste da Pensilvânia e perguntar se alguém já viu o homem verde, você provavelmente ainda verá pessoas assustadas ao ouvir esse nome. O “homem verde”, ou “Charlie Sem Rosto” é uma lenda urbana antiga sobre uma entidade sobrenatural verde-brilhante ou um demônio que vagueia pelas estradas backcountry à noite.

O Homem verde ou Charlie Sem-Rosto

E o pior é que a lenda é baseado em uma pessoa real: Raymond Robinson foi ferido em um acidente elétrico quando ele era jovem e perdeu seu olhos, nariz, uma orelha, e um braço. Sua pele estava tão danificada, que ficou com uma cor estranha, que é de onde o “verde” em Homem Verde se originou. Banido pela sociedade por causa de sua aparência , Raymond vagava pelas estradas rurais do oeste da Pensilvânia à noite, porque apenas no escuro que ele poderia sair sem causar histeria para população.

Sobreviventes de congelamento

Lendas sobre pessoas que foram congeladas e viveram pra contar história sempre são contadas ou mostradas em algum episódio do Pica-Pau, mas é difícil acreditar nelas com cientistas afirmando que isso é medicamente possível. Mas como dizem, “nada é impossível”.

Sobreviventes de congelamento

Em 1981, Dakota do Norte provou que esses cientistas estavam errados com uma incrível história real de uma jovem mulher chamada Jean Hilliard que foi encontrada congelado após ficar preso em 22 de temperaturas abaixo de zero. A garota de 19 anos tentou andar até a casa de amigo após ter problemas com o carro, quando a jovem avistou a garagem, colapsou devido o cansaço e só foi encontrada no dia seguinte e levada ao hospital.

“Quando ela chegou ao Fosston, Minn., Hospital, sua pele era muito difícil de furar com uma agulha hipodérmica. Sua temperatura estava muito baixa para se registrar em um termômetro. Seu rosto estava pálido e seus olhos eram sólidos e não respondeu a claro. ”

Jean conseguiu mover as mãos depois de horas de observação dos médicos e teve recuperação completa depois de algumas semanas sem perder nenhuma parte do corpo.
“Eu não posso explicar por que ela está viva, ” disse o Dr. George Sather, que tratou Jean.”

O colecionador

Uma das lendas mais comuns, o “Colecionador” é basicamente um vizinho que recolhe partes do corpo humano e orgulhosamente exibe-os em frascos de vidro.

O colecionador

Na Rússia, a lenda urbana do Colecionador tem um significado maior porque a lenda depois de muito tempo provou ser real. Sabe como? O historiador russo Anatoly Moskvin roubava cadáveres de cemitérios em dezenas de cidades a leste de Moscou. Segundo a polícia, ele desenterrou pelo menos 29 cadáveres e fabricou bonecas humanas do sexo feminino sem rosto com perucas loiro platinado. E manteve outras partes em frascos.
E você aí achando o seu vizinho ruim por colocar musica alta.

Corpos embaixo da cama

A lenda é sempre a mesma mas o que muda são os personagens: Uma família vai passar a noite em em um hotel e sentem um odor horrível. Eles dormem no quarto mesmo assim e decidem reclamar sobre o cheiro na manhã seguinte. Depois de investigar o quarto, um corpo morto é descoberto sob o colchão.

Corpos embaixo da cama

A lenda é sempre a mesma mas o que muda são os personagens: Uma família vai passar a noite em em um hotel e sentem um odor horrível. Eles dormem no quarto mesmo assim e decidem reclamar sobre o cheiro na manhã seguinte. Depois de investigar o quarto, um corpo morto é descoberto sob o colchão.

O triste é que essa história contada pra assustar irmãos mais novos aconteceu, e várias vezes. Foram notificados casos em Kansas City, Atlantic City, NJ, Las Vegas, Flórida e Califórnia.

The Cropsey: O Bicho Papão

A lenda urbana Cropsey surgiu ao longo dos anos 70 e 80 depois de várias crianças desapareceram do Staten Island. A história, contada em um documentário intitulado “Cropsey”, inicialmente girava em torno do clássico, bicho-papão que roubava crianças.

The Cropsey: O Bicho Papão

Antigamente em meio aos desaparecimentos, as crianças iam pra floresta procurar o Cropsey como brincadeira, e alguns adultos gostavam de pegar machados para assustar crianças dizendo que eram o próprio.

Em meio ao bosque nas proximidades havia uma instituição para crianças com problemas mentais que era conhecida pelas condições de vida miseráveis e é claro que ninguém se importava com o sumiço de crianças no local. No final dos anos 80, a polícia finalmente começou a investigar um homem chamado André Rand, um ex-funcionário Willowbrook, que desde então vivia na floresta. Ele era um usuário de drogas e ocultista ou seja, o candidato perfeito para o bicho-papão da vida real.

Embora ele nunca foi oficialmente acusado dos assassinatos de crianças em Staten Island, Rand está cumprindo prisão perpétua por sequestro e assassinato em primeiro grau e ainda é o principal suspeito nos desaparecimentos Cropsey.

Os Vampiros de Gordura Humana

Oba, não era isso que todo mundo queria? Um vampiro que sugasse gordura? É meus amados, a lenda não é tão maravilhosa quanto parece.

Os Vampiros de Gordura Humana

A lenda se iniciou no Peru 400 anos atrás. Durante esta época, os moradores contavam histórias de vampiros que caçavam e se alimentavam com a gordura de turistas e depois os deixava para trás corpos drenados de toda a sua gordura. Acontece que a lenda pode ter sido verdade o tempo todo, exceto que os “vampiros” são traficantes que sequestravam pessoas e tiravam a sua gordura para vender no mercado negro.

A polícia peruana investigou esta história por muitos anos e em 2009, o general Eusebio Félix Murga, diretor da unidade de investigações criminais do Peru, anunciou que tinha quebrado uma gangue criminosa que “trafica gordura humana.”

Você nunca está sozinho (sombras no escuro)

Aquelas sombras que você vê pela casa ou em fotos são os tipos de lenda que dão mais medo (ou aquele famoso cagaço pra quem mora sozinho).

Você nunca está sozinho (sombras no escuro)

Sem surpresa, as pessoas que relatam tais ocorrências são muitas vezes privadas de sono ou estiveram em um estado de paralisia do sono. Durante anos, milhares de pessoas juraram acordar no meio da noite para uma figura sombria caindo sobre eles, ou olhando do outro lado da sala.

Pelo menos em um caso, este acabou por ser verdade. Em Fukuoka, no Japão, um homem que viveu “sozinho” em seu apartamento começou a suspeitar que algo mais estava presente ali com ele, a “entidade” movia as coisas e até roubava comida. Então, ele decidiu colocar câmeras de vigilância e capturou cenas de uma velha escorregando para fora de seu armário. A mulher de 58 anos de idade Tatsuko Horikawa, que era sem-teto e admitiu à polícia que ela tinha vivido na casa do homem por cerca de um ano, à espreita em armários. WHAT THE FUCK?

Obviamente, esta história não prova que Pessoas da Sombra são reais, mas certamente poderia fazer você pensar duas vezes a próxima vez que você casualmente sentir uma paranoia de que alguém te observando das sombras.

Conhece mais alguma? Sabe algum caso em solo brasileiro? Manda pra gente!

Hegle Evangelista
por

Hegle Evangelista

Dona de um nariz de batata e de uma leve Fobia Social. É muito lerda pra jogar videogame, mas isso não a impede de jogar como se não houvesse amanhã (ou faculdade). Gosta de Metal Sinfônico, de fazer pesquisas, Harry Potter e comer chocolate depois de fazer academia ;D

Recomendamos para você