Que os blocos de montar Lego são os mais queridos pelas crianças de vários países, todo mundo sabe. Só que esta divertida brincadeira, que há tempos deixou de ser um hobby apenas para crianças, se transformou numa exposição pelas mãos do criativo artista americano Nathan Sawaya. A Arte de Criar com Lego (The Art of the Brick, no original) chega ao Rio de Janeiro no dia 17 de novembro e permanece até o dia 15 de janeiro de 2017, no Museu Histórico Nacional.

O artista, um ex-advogado que decidiu largar a vida de contratos para se dedicar a paixão de infância, utiliza os tijolinhos coloridos para criar esculturas inéditas e releituras de obras de arte famosas. Entre as releituras, destacam-se “O Pensador”, de Rodin, “Vênus de Milo”, “O Grito”, de Edvard Munch – em que as mãos e cabeça explodem para uma terceira dimensão – e “O Beijo”, de Gustav Klimt.

Entre as obras inéditas, a icônica Grasp, mostra uma figura humana à frente de uma parede de onde saem mãos que a agarram, tentando prendê-la. Segundo o autor, uma analogia ao momento de virada em sua vida, quando decidiu trilhar o caminho artístico e teve de encarar diversas opiniões de que ele não deveria mudar de rumo e sim permanecer onde já estava.

Para tornar a exposição ainda mais divertida para as crianças, um esqueleto de Tiranossauro Rex completa o passeio. Utilizando 80.000 peças Lego, Sawaya construiu uma escultura no tamanho de um filhote deste dinossauro e que, para ser transportada entre as diversas exposições onde esteve já presente, foi feita com 14 partes facilmente remontáveis.

Curtiu a ideia de ver que loucuras este criativo escultor criou com simples bloquinhos de Lego? Os ingressos já estão à venda, e podem ser comprados no site oficial do evento, através deste link. Mais informações e fotos das peças também podem ser conferidas no site. Ah, conta depois pra gente o que vocês acharam, ok? 🙂

Leia mais sobre Eventos

Compartilhe: