Estivemos nesta quarta, 15 de outubro de 2014, na Casa Petra para o lançamento do mais novo aparelho a chegar ao mercado tupiniquim de Smartphones, o Zenfone 5.  O belo aparelho foi criado pela ASUS, uma empresa de Taiwan especializada na fabricação de hardwares e que fabrica, entre outros, placas-mãe, placas de vídeo, discos ópticos e Computadores portáteis, e conta com processador Intel. Esta é a aposta da empresa para ganhar nosso mercado e superar seus concorrentes mais conhecidos: o Iphone, da Apple e, especialmente, o Moto G, da Motorola.

A cerimonias foi aberta por Sabrina Sato, que declarou sua satisfação, que acredita que os fashionistas se apaixonarão pelo aparelho e que, se mesmo ela, se adaptou rapidamente, qualquer pessoa ficará feliz com um Zenfone! Também tivemos a presença do executivo taiwanês Jerry Shen, CEO da ASUS, que apresentou o Smartphone ao público .

Em nosso primeiro texto sobre o Zenfone (leia clicando AQUI) fez-se um comparativo com o Iphone. Eu possuo um Moto G e farei uma comparação rápida entre ambos. Os dois produtos utilizam o sistema Android, e contam com telas de 5 polegadas. O diferencial entre eles está nos processadores, memória RAM e versões do sistema:

Embora figure com uma versão anterior do sistema Android, o Zenfone não me pareceu estar em desvantagem, visto haver a possibilidade de atualização para a versão KitKat e haverem algumas alterações no sistema para se adequar as propostas oferecidas pelo aparelho. Mas esse fato, se você considerar um defeito, se compensa na velocidade de resposta na navegação! Com o aparelho em mãos, pude constatar que o prometido reconhecimento rápido de toque, a alternância das páginas e funções e, o carregamento das páginas da Web, em nada fica a dever ao meu Moto G, sendo até mais satisfatório em alguns casos. Para citar um exemplo, eu fui uma das pessoas que acessou a opção de jogo, eu precisava jogar com o controle sendo feito pelo movimento do aparelho, simulando um volante. A resposta a cada inclinação foi imediatamente reconhecida!

A beleza de acabamento e a qualidade dos materiais utilizados é indiscutível. Marcel Campos, gerente de marketing da Asus no Brasil, diante da comparação ao Moto G, até declarou: “A comparação não é justa. Nosso produto é muito mais bonito. É como comparar a Gisele Bündchen com a Hortência. Nós ainda trazemos muitos recursos de um smartphone topo de linha”.

 

Outro fator, e este considerei apaixonante, foi a opção de imagens! Embora eu tenha sentido, e muito, a falta da liberdade oferecida em meu Moto G de poder tirar a foto tocando em qualquer local da tela (no Zenfone é preciso tocar o ponto demarcado) as ferramentas de imagem me deixaram impressionada! Poder apagar aquele “Photobomber” que se infiltrou na sua imagem, escolher o melhor momento da imagem, retrocedendo e avançando para pegar o instante mais bonito, a estabilidade, tirar fotos em situações de pouca ou praticamente nenhuma luminosidade, e ter em cores e formas nítidas o que se fotografou ( este teste foi feito também com o meu aparelho, que confesso, perdeu vergonhosamente! A imagem ficou completamente preta, nem mesmo um vulto), o selfie programado com o numero de pessoas que deve-se captar, entre ainda algumas outras opções, foram surpresas prazerosas! Confesso que quando vi o release, fiquei um pouco cética sobre essa performance toda,  e me perguntei se não haveria algum exagero, mas o Zenfone se mostrou a altura! E isso tudo sem levar em consideração o fator preço. Ele custará R$ 599.00 em sua opção de 8GB e R$ 699,00 na de 16GB.

Posso  sinceramente dizer que não teria problemas em adotar o Zenfone como o meu novo aparelho!