Escolha uma Página

Klaus é o primeiro longa de animação da Netflix e a escolha natalina não poderia ter sido mais assertiva.

Jesper sempre foi mimado em meio a um mundo de privilégios, quando seu pai resolve lhe dar uma lição mandando para um lugar onde nenhum carteiro ficou por muito tempo, com a meta de entregar 6000 cartas em um ano, a pequena cidade Smeerensburg que a séculos vivia em meio ao ódio vê tudo mudar, mas como os moradores reagirão a estas mudanças?

A animação faz uma releitura da clássica história do surgimento do natal e da lenda do Papai Noel, usando como base as cartas e com a premissa de como um ato de gentileza pode mudar o mundo, mas principalmente o ponto que mais me emocionou foi deixar subentendido o fato das crianças serem o nosso futuro e como eles podem sem melhores que nós em muitos aspectos.

Mesmo uma trama com tantos elementos, soube ser desenvolvida de maneira clara e coesa, sem brechas e com um peso tanto emocional quanto social que precisa ser continuamente incutido e trabalhado em nós.

Os traços da animação, são precisos e diferente de tudo que já existe atualmente sendo esse um sutil diferencial.

No mais Klaus é lindo, simples e emocional… Um filme incrível, para toda e qualquer ocasião, daqueles que aquece o coração e a alma e nos faz lembrar o verdadeiro significado do natal… e da Vida!

Klaus estreia dia 15 de novembro na Netflix