Kick Ups, lançado em versão beta pela Deadpixel Indie, segue a tendência de mini games rápidos, no estilo Flap Bird, e chega com clima de copa do mundo e ritmo de samba. Com a proximidade da copa do mundo e a vontade de empreender em um jogo casual os desenvolvedores cariocas Leandro Cordeiro e Carlos Leão viram no Kick Ups a oportunidade de colocar em prática seus conhecimentos técnicos e artísticos para realizar o sonho de entrar na indústria de games. Com o clima bastante brasileiro, o mini game segue o rastro dos joguinhos rápidos, como o Flap Bird, que viralizou no começo de 2014 e prendeu muitos jogadores pelos sentimentos de frustração e auto-superação.

A idéia não é muito diferente, porém, ao invés do maldito passarinho bicudo, Jairzinho representa o jogador que deve provar ser bom de bola. Com o objetivo de entrar para o time de futebol do grande técnico Jobel Sacana, Jarzinho tem que fazer o máximo possível de “embaixadinhas”, em inglês kick ups. A jogabilidade simples, no estilo ‘tap do play’, cai muito bem para momentos onde se deseja passar o tempo, como indas e vindas ao trabalho e esperas em fila de banco. O jogador também pode compartilhar seus pontos, através de sua conta do Google, e desafiar os amigos. O diferencial do joguinho fica por conta do clima bastante brasileiro, proporcionado pela paisagem do arpoador ao ritmo de samba. E é bateria de escola de samba mesmo! Não aquele ‘conga conga conga’ vendido aos estrangeiros. Os gráficos em pixel art, muito recorrente nos jogos independentes, dão ao jogo um tom nostálgico e simpático. No momento, o jogo foi lançado apenas para Android. Porém, os desenvolvedores já informaram que pretendem lançá-lo também na Apple Store.

Leandro Cordeiro, fundador da Deadpixel, já se aventurava pelo mundo de desenvolvimento de jogos desde a sua adolescência. No entanto, a vontade sempre foi ofuscada pelos projetos de softwares das empresas em que trabalhou. Situação similar à de Carlos Leão, que apesar de não ter experiência em desenvolvimento de jogos, sempre deixou de lado seu sonho de produzir jogos para atender a projetos de TI. Ambos decidiram que deveriam começar por um jogo simples e rápido. Em alguns meses de trabalho criaram o Kick Ups, como explica Carlos:

“Quando decidimos estabelecer uma parceria para desenvolver jogos, sabíamos que, apesar de terem surgido idéias inovadoras, deveríamos começar por algo dentro de nosso alcance. Sempre ouvi dizer que a produção de um jogo, por mais simples que seja, requer muitos recursos. Por isso optamos por essa solução. Continuaremos a trabalhar em projetos curtos, porém cada vez mais ousados.”

Os desenvolvedores pretendem lançar mais jogos casuais para celular. A Deadpixel convida todos os amigos e interessados a participarem do desenvolvimento de jogos como beta teste’s. Saiba como.

Compartilhe: