A segunda temporada de Demolidor na Netflix causou grande alvoroço entre os fãs dos heróis da Marvel. Mas se engana quem pensa que o Demolidor é o único destaque da segunda temporada – outro personagem vem ganhando muito espaço no coração dos fãs: O Justiceiro. Ele é o novo queridinho e fez muito por merecer – estamos torcendo para ele ganhar uma série exclusiva, será que pode acontecer? Você já assistiu a segunda temporada de Demolidor? Me conte lá nos comentários se concorda que o Justiceiro merece uma história só dele! Enquanto isso, se ainda não se convenceu, vou te dar cinco motivos para vir para o nosso lado nessa torcida!

Jon Bernthal – Foi uma grande surpresa que o papel do vigilante assassino caísse nas graças de Bernthal mas ele logo se provou muito digno do papel. Foi atribuído ao personagem, um caráter completamente novo! Antes de Bernthal, tivemos três Justiceiros diferentes, interpretados por atores diferentes, em filmes e momentos completamente diferentes. Alguns são bem mais admirados do que outros, como é o caso de Thomas Jane, do filme de 2004, mas ainda assim, todos são associados à críticas ruins de público e mídia especializada. O Justiceiro de Jon Bernthal, entretanto, surgiu para trazer a encarnação definitiva do personagem ao imaginário popular!

O anti-herói – O que separa o Justiceiro dos outros heróis é sua avidez pela morte dos inimigos – e ele faz isso sem um pingo de remorso. Ele caminha sobre uma tênue linha entre a ideia de vingança, a justiça e a loucura.

Série Demolidor: Justiceiro

O Justiceiro é próximo à realidade – O Justiceiro seria um dos primeiros heróis sem nenhum tipo de poder – ou traje especial – a ganhar seu próprio segmento, o que seria bem interessante pois a série ganharia um tom mais realista sobre determinados assuntos como pena de morte e linchamentos – o que exploraria (e muito) todo um dilema moral.

Série Demolidor: Justiceiro na Netflix

Histórias e arcos clássicos para serem adaptados – Um personagem como o Justiceiro possui mais de uma história – que cabe, perfeitamente, no modelo de adaptação para as séries de TV (ou, no caso, Netflix). Arcos como o “Bem vindo de volta, Frank” – bem como toda a fase de Garth Ennis – são demandas especiais dos fãs. Além de que, ele compartilha o mundo com outros heróis, vilões e vigilantes – isso cria possibilidades de que o personagem, na sua própria série, pudesse ter easter-eggs, referências e breves aparições de outros tantos personagens.

Justiceiro na Netflix

Efeito Netflix – A Netflix é o local ideal para a realização de séries adaptadas de HQs. Ela pode realizar toda a produção sem restrições, pode inserir violência (bem típica desse universo específico da Marvel) e, consequentemente, atrair muitos mais fãs para sua audiência!

Justiceiro

Resta-nos, por enquanto, imaginar como seria uma série do Justiceiro na Netflix! O que você acha da ideia?