Jogar também é bom para exercitar a cabeça!

-por , em 29/01 -
Jogar também é bom para exercitar a cabeça!

Com certeza você já ouviu falar em Plants vs Zombies e Angry Birds alguma vez. Esses pequenos jogos são divertidos e viciantes, mas o que nem todo mundo percebe é que podem ser a chave para quem não gosta de uma boa partida de xadrez.

Celulares e computadores agora não mais tem somente o foco de facilitar nossa rotina do dia a dia, eles também tem a função de entreter e desestressar o usuário  depois de um dia cansativo e, para essa finalização, chegaram os jogos e aplicativos. De todos os gêneros, eles permitem que você possa fazer de tudo, desde dizer pequenas frases para serem repetidas por um animalzinho fofo até a possibilidade de governar reinos inteiros, travando árduas batalhas com impérios inimigos. De fato, uma jogatina pode nos render boas horas de relaxamento e diversão, mas… Todos eles também estimulam o seu cérebro de alguma forma!

Veja bem:

Quando jogamos “Call of Duty” ou “Battlefield” no modo história, sempre ficamos travados em algum momento e morremos diversas vezes até paramos para pensar no que fazer. Querendo ou não, desenvolvemos algumas táticas para passar pela leva infinita de NPCs¹ inimigos, tentando ao menos uma vez passar com vida daquela fase.

Mas aí você chega e me diz: “ Mas Larissa, eu só gosto de jogar no modo online!”

É, eu também. Não tenho paciência para completar a história. Mas mesmo assim, ao tentarmos ver um camper² em uma janela distante, ou pensarmos em uma maneira de pegar desprevenido um grupo de jogadores que estão andando juntos, estamos estimulando nosso cérebro a procurar novas possibilidades.

Ainda, se você não é fã de jogos de FPS³, pode tentar qualquer outra coisa! Veja alguns exemplos:

lara

Jogos de aventura: São jogos que em geral envolvem sobrevivência ou exploração de ambientes, feitos para dar ao jogador a experiência de uma história a nível Indiana Jones de Qualidade. Um bom exemplo é o “Tomb Raider”. Desde o primeiro feito, lançado para Windows 98 e XP, o jogo conta com uma boa trama e diversos quebra-cabeças para serem resolvidos. É uma boa opção para desenvolver raciocínio e lógica

crimson

Jogos de escape: São jogos em que o jogador está preso em um ambiente fechado e deve procurar uma forma de sair de lá através da exploração e da resolução de desafios. “Crimson Room” é um dos mais conhecidos. Esse tipo de jogo desenvolve o raciocínio e estimula o jogador a ser persistente, já que, por serem difíceis, em algum momento sempre nos dão a vontade de desistir.

sims

Jogos de administração e simuladores: São jogos que em diversos momentos combram de nós a atenção múltipla, nos ajudando a desenvolvê-la. Se for um jogo de administração de restaurante como o “Family Restaurant”, por exemplo, temos que nos atentar para o tempo, para os pratos que temos que montar e os que estão no fogo para que não queimem. O mesmo vale para simuladores. O clássico “The sims” é outro exemplo. Nas versões mais atuais, você não deve se atentar somente para as necessidades de cada pessoa na casa, mas também com o nível de comida na geladeira, o desempenho no trabalho e na escola, deve manter contato com os amigos feitos e cuidar da casa e do jardim para que tudo se mantenha nos eixos. E isso é só o básico! Esses dois tipos de jogos desenvolvem bem a capacidade de se concentrar em algo importante no momento sem deixar o restante de lado.

E ainda existem muitos outros tipos a sua espera! Até o jogos de babysitting ajudam em alguma coisa: Eles estimulam a responsabilidade!

Então agora é com você. Pegue um pouco do seu tempo livre e explore o mundo dos jogos! Escolha qualquer um que lhe agrade e deixe que a sua mente – e os seus dedos, é claro – faça o resto! Mas se possível, desenvolva também o seu social jogando com mais alguém. Na falta de um segundo controle, os jogos de tabuleiro ou até mesmo um Stop (ou adedonha) pode servir. Bom jogo!

Glosário:

¹ – non-player character, personagens controlados pelo computador

²- pessoa que fica parada em um só lugar, esperando a passagem de outro player para atacar

³- First person shooter, jogos de tiro em primeira pessoa

Larissa Fogo
por

Larissa Fogo

Otaku e gamer assumida, é uma garota que ama o Japão e tudo referente ao assunto. Joga FPS e lê romances e aventuras. Também é uma futura química (não, não peçam para "cozinhar", porque se bobear, inventa um jeito de queimar até a água). Idolatra a Lara Croft. É uma nerd de todo coração!

Recomendamos para você