O mundo dos jogos eletrônicos não é recente como parece. Há cerca de 20 anos acontecem competições ao redor do mundo que reúnem os principais jogadores do mundo para decidir quem é o melhor em tipos diversos de games. O histórico já é considerável, e vários atletas já marcaram história desde a década de 1990. De Warcraft a FIFA, separamos as principais lendas dos e-sports.

CS: Go

A popularidade do Counter Strike Global Offense impressiona. O game é o mais vendido da história do PC, e no ano passado superou Minecraft nessa lista. Além de ser um fenômeno de vendas, também é um dos preteridos dos gamers online, e disputa lado a lado com o League of Legends na corrida pelo jogo mais assistido dos e-sports. O jogador mais icônico e, talvez, também o mais famoso é o sueco Olof Kajbjer. Desde 2014 no time Fnatic, ele já tem mais de US$ 300 mil em premiação na carreira e já venceu dois CSGO Majors. Olofm, como conhecido, também ganhou vários outros torneios relevantes no cenário internacional.

Também é válido citar o brasileiro Marcelo David, conhecido como coldzera. No ano passado, ele venceu o prêmio de melhor jogador e-sports do ano, algo como o Oscar dos games. Na premiação, o jogador do time SK Gaming recebeu o prêmio das mãos de Michael Phelps em uma cerimônia realizada nos Estados Unidos.

FIFA

O atual campeão mundial de Fifa entrou para a história como um jogador que não leva a carreira de gamer como profissão principal. Em março do ano passado, o dinamarquês Mohamad Al-Bacha, de apenas 17 anos, venceu o torneio mundial, levou para casa um prêmio de R$ 70 mil e conseguiu o feito praticando apenas 10 horas semanais.

Outra história recentemente envolvendo o Fifa foi protagonizada pelo brasileiro Wendell Lira. O ex-jogador de futebol, famoso por vencer o prêmio Puskas com o gol mais bonito do futebol mundial de 2015, venceu o campeão mundial daquele ano por 6 a 1. Lira derrotou Abdulaziz Alshehri, e desde então se tornou um gamer profissional no Fifa.

League of Legends

A Coréia do Sul é considerada a casa do e-sports no mundo. Desde o início da década de 2000, o país recebe os melhores jogadores do mundo e também revela ciberatletas icônicos. Atualmente, Lee Sang-hyeok vem construindo uma carreira lendária no League of Legends. O sul-coreano fez parte do time vencedor no campeonato mundial de 2016, que foi disputado na Europa. Sang-hyeok e SK Telecom T1 conquistaram premiação total de US$ 2,6 milhões. Além desse torneio, o jovem de 20 anos também venceu vários importantes.

Starcraft

O Starcraft também tem uma história que coincide com a Coréia do Sul. O jogo, que foi febre no início dos anos 2000, revelou vários profissionais históricos nos e-sports e que tiveram que fazer suas carreiras no país sul-coreano. Conhecido como “ElkY”, Bertrand Grospelier fez história no começo da década de 2000. Para se dedicar ao Starcraft, o francês se mudou para a Coréia do Sul em 2001, e por lá conseguiu resultados históricos e alcançou alguns títulos. Atualmente, ElkY dedica sua carreira ao poker e é considerado um jogador de muita qualidade com grande currículo. Ainda joga Starcraft, mas não profissionalmente.

Outro atleta histórico que fez carreira naquela época é o também estrangeiro Guillaume Patry. Campeão mundial em 1999, Patry jogava com o apelido de “Grrrr…” e se tornou uma celebridade em território asiático. Até hoje ele trabalha na Coréia do Sul, faz participações em programas televisivos no país e assim se consolidou como uma das primeiras celebridades dos e-sports.